Cobertura: WWE NXT – 01/11/2017

Brasileira Taynara Conti esteve em ação

– Nikki Cross vence Taynara Conti por pinfall após aplicar um “Swinging Fisherman Neckbracker”.

– É mostrada uma entrevista de Mercedez Martinez sobre o Battle Royal da semana passada. A lutadora se diz desapontada por não poder participar do Takeover: Houston e combater pelo NXT Women’s Title, já que ela lutou por todo o mundo e sempre ganhou as grandes lutas. Ao ser perguntada se poderia opinar sobre quem sairia vencedora no Takeover, ela diz que em vez disso falaria quem não iria ganhar o combate, citando Ember Moon, e dizendo que está nunca ganhou nenhum grande combate em que participou.

– Fabian Aichner vence Johnny Gargano por pinfall após reverter um “Garga-no-Escape” em “Abdominal Stretch Roll”.

– Drew McIntyre é mostrado no escritório de William Regal, onde ambos assinam o contrato para o combate no NXT Takeover: Houston, restando apenas a assinatura de Andrade Almas para tornar a luta pelo NXT Title oficial.

– Os Street Profits, Angelo Dawkins e Montez Ford estão em frente a uma mansão e mostram um carro de luxo que supostamente é deles, dizendo que caso as pessoas trabalhem duro, elas também podem ter um carro igual. Nesse momento, Tino Sabatelli e Riddick Moss aparecem e perguntam o que eles queriam com seu carro de trabalho. Os Profits ficam surpresos por saber que o veículo pertence aos heels e conversam um pouco sobre o vestuário deles, até Tino e Riddick os enxotarem dizendo que não iriam falar sobre suas correntes de ouro falsas, se não encostassem no carro. Angelo e Montez saem de perto e dizem que ainda tinham algo a mostrar.

Veja também:  Cobertura: iMPACT Wrestling - 02/11/2017

– Drew McIntyre vem ao ringue com o contrato para o combate com Andrade Almas, quando o mexicano o surpreende e o ataca violentamente na rampa, chegando a jogar o cinturão do NXT Title com força em cima dele. Após isso, ele assina o contrato junto a Zelina Vega, e “cola” o documento em McIntyre com um chiclete que sua manager mascava.

– Peyton Royce e Billie Kay são mostradas conversando no Performance Center, e Royce demonstra irritação por sua parceira não ter se qualificado para o Fatal 4-Way no Takeover: Houston, culpando Nikki Cross por isso. As duas ainda aproveitam para zombar de Kairi Sane e sua gimmick de “pirata”, até que a japonesa aparece atrás delas, e finge avançar sobre Kay, indo embora após amedrontar as heels.

– SAnitY (Eric Young & Alexnder Wolfe) vs The Authors of Pain (Akam & Rezar c/ Paull Ellering) termina em No Contest após a Undisputed Era aparecer e atacar os AoP.

– Após terminar com os desafiantes, Bobby Fish, Kyle O’Reilly e Adam Cole passam a atacar a SAnitY, chegam a ser impedidos por Killian Dane, mas rapidamente voltam a controlar a situação. Em seguida, Roderick Strong vem ao ringue e faz parecer que vai se juntar ao trio de ex-RoH’s, colocando a faixa-símbolo do grupo em seu braço, mas quando estes seguram Dane para que Strong o ataque, ele acerta um chute em Adam e começa a brigar com Fish e O’Reilly. Os AoP, já recuperados, o ajudam a enfrentar os dois lutadores e os expulsam do ringue, com Roderick atirando a faixa em Cole, que foi para fora do ringue assim que atacado. William Regal aparece furioso e diz que iria por ordem naquele pandemônio, anunciando para o Takeover: Houston, uma Triple Threat Match entre SAnitY, Undisputed Era e a equipe dos Authors of Pain e Strong, acrescentando que apenas um combate poderia conter esse caos: War Games. OS UE ficam desesperados com o anúncio, enquanto SAnitY, AoP e Roderick demonstram confiança no combate, com o programa se encerrando com as reações das equipes sob o novo logo do Takeover: War Games.

Veja também:  Roman Reigns pode não voltar a tempo para o Survivor Series

Fonte: Wrestling Noticias

Deixe um Comentário

comentário(s)