Esgoto Extremo #10 – Goldberg x Brock Lesnar!

esgoto banner

Olá pessoal, o Esgoto Extremo está de volta! Já faz algum tempo desde a última vez que eu escrevi algo para o blog, devido a problemas pessoais de minha pessoa (principalmente a faculdade) e de certa forma devido aos shows da Raw terem tirado minha vontade de viver em determinadas semanas (2 horas de Smackdown passam voando. Enquanto as 3 horas de Raw parecem meses…). Mas nada melhor do que um PPV como o Survivor Series com direito a lutas inter-brands para reanimar meu ânimo e voltar a publicar minha coluna mais uma vez. Só que apesar de as lutas Raw vs Smackdown terem sido bastante divertidas, eu não vou me focar nelas hoje, e sim no Main Event do evento: Brock Lesnar vs Bill Goldberg. Cliquem no mais para lerem o que eu tenho a dizer sobre o (de certa forma) polêmico confronto!

Quando anunciaram o retorno de Goldberg aos ringues, eu não me animei. Afinal, é um ex-lutador de 49 anos que nem em seu auge era reconhecido por ser lá muito habilidoso nos ringues. Vindo do futebol americano, Bill Goldberg nunca foi um primor em técnica, não possuindo lá grande psicologia dentro do ringue e muitas vezes sendo carregado por seus adversários nas lutas, principalmente no início de sua carreira. Apesar de ser considerado um lutador até mesmo perigoso dentro do ringue (Bret Hart que o diga), o ex-linebacker  do Atlanta Falcons se manteve como um dos grandes novos talentos surgidos da WCW ao final dos anos 90, contagiando o público com seus (poucos) golpes de impacto e seu imenso carisma, com direito a caretas e uma frase de efeito que talvez seja uma das melhores surgidas no Pro-Wrestling até hoje, apesar de ser bastante simples. (Você é o próximo!). Goldberg chegou a lutar na WWE após o fim da WCW, ficando na empresa de 2003 a 2004. Desde então, um hiato de 12 anos sem pisar em um ringue de pro-wrestling. Eu realmente não tinha motivos para me animar.

Veja também:  Espelho de Circo - O retorno de Paige e a despedida de Eva Marie

Tudo bem, existem lutadores de 49 anos que ainda conseguem dar algum caldo dentro do ringue. Undertaker tem 51 e ainda faz algumas coisas boas. Céus, o Ric Flair lutou até os 59 anos. Mas o que esperar de um lutador com quase 50 anos de idade, que está a 12 sem treinar, que nem em seu auge era lá um grande lutador e que ainda por cima irá enfrentar Brock Lesnar, colocado pela WWE como o homem imbatível de todo o plantel (apesar de ser outro que teve sua habilidade reduzida com o passar dos anos)? Será que o Bill tem fôlego para aguentar as pancadas de Lesnar? Será que a luta duraria mais de 5 minutos? Será que eu iria ver uma morte de um senhor de idade ao vivo?

Quando Brock Lesnar começou a entrar no ringue neste domingo, ainda faltava meia hora para as 2 da manhã, horário em que teoricamente o show terminaria. Eu imagino que não tenha sido o único a temer que a WWE fosse estender o confronto entre os dois por mais do que 10 minutos, o que tornaria uma luta que já não tinha potencial pra ser grandes coisas em algo ainda pior, já que ambos os lutadores iriam acabar se arrastando dentro do ringue até finalmente um dos dois aplicar seu finisher. Mas aí, fomos surpreendidos.

Veja também:  Espelho de Circo - O retorno de Paige e a despedida de Eva Marie

goldberg-vs-lesnarA luta durou menos de 5 minutos. E não só isso, se resumiu a dois golpes: Spear (duas vezes) e Jackhammer. Brock Lesnar, o homem que acabou com a Streak, que teve um reinado que só foi terminado devido ao contrato da Money in The Bank, que venceu John Cena e que foi colocado num patamar de semi-deus na empresa… Perde para um senhor de 49 anos que não entrava num ringue de wrestling há 12 anos.

E aí? Bom ou ruim? Por um lado, a decisão foi horrível, visto que querendo ou não, fazer Lesnar perder desta maneira para alguém na situação de Goldberg descredibiliza não apenas ele, mas também a história da Streak de The Undertaker. Goldberg não lutará muitas vezes na companhia, e fazê-lo conseguir uma vitória dessas tira a oportunidade que a WWE poderia ter de fortalecer o push de um lutador mais jovem, que poderia ser o homem a derrotar Brock Lesnar de maneira limpa. Por outro lado, a vitória de Goldberg foi inesperada, o que surpreendeu a todos e chocou muitos, chamando a atenção de todo mundo que acompanha luta-livre e sendo muito melhor da maneira que foi do que se a luta tivesse durado 15, 20 minutos.

Veja também:  Espelho de Circo - O retorno de Paige e a despedida de Eva Marie

Rumores do motivo da vitória de Goldberg desta maneira começaram a surgir. Chegaram a sugerir que Brock pudesse estar sendo punido por ter violado a política de bem-estar da WWE, mas o motivo mais provável seja de que esta não é a última luta de Goldberg. Notícias surgiram que o ex-WCW fará uma aparição no Royal Rumble Match. Irá ele vencer? Céus, tomara que não. O mais provável é que a WWE utilize a aparição de Goldberg na luta para fazer Brock ataca-lo, o que poderia resultar em uma terceira luta entre Goldberg e Brock Lesnar, desta vez na próxima Wrestlemania. Aí sim Goldberg se aposentaria, e Lesnar poderia compensar (ou não, vai saber) a derrota que teve no Survivor Series. Se tivermos Goldberg x Lesnar III na Wrestlemania, e Lesnar vencer, a derrota no evento de ontem será apenas um capítulo na jornada de Lesnar como o Shao Kahn da WWE. Apenas um tropeço, até que ele aguarde o surgimento de um lutador que a WWE considere como o homem perfeito para derrotar limpamente Lesnar, e se tornar o jovem lutador que venceu sem qualquer interferências o homem que venceu The Undertaker na Wrestlemania.

Ou Goldberg pode vencer Lesnar de novo na Wrestlemania, e mostrar que a WWE jogou fora a Streak como alguém joga fora uma lata de coca cola vazia no lixo. E aí, o que vocês acham que irá acontecer? A coluna fica por aqui, até a próxima oportunidade, e vejamos se Goldberg irá mesmo aparecer no Royal Rumble. Até mais!

Escrito por Rodrigo Peret

Estudante de Jornalismo, redator e colunista do Wrestlemaníacos. E ídolo do Izac Luna.

Deixe um Comentário

comentário(s)