Esgoto Extremo #6 – O conflito entre Bryan e WWE pode fazê-lo ir parar na TNA!

esgoto banner

Desta vez irei fazer uma breve reflexão sobre a atual situação de Daniel Bryan, que se encontra fora dos ringues desde Abril de 2015, pouco após a Wrestlemania 31. Analisarei o lado da WWE e o que pode acontecer no futuro do ex-WWE Champion, que pode ir parar até mesmo na TNA caso a WWE não consiga convencê-lo a se manter na empresa sem lutar. Clique no mais para entender toda a situação.

Para aqueles que não se lembram, Daniel Bryan havia, na Wrestlemania 31, vencido uma Ladder Match envolvendo outros cinco lutadores para se tornar o novo Intercontinental Championship. Bryan havia vencido o cinturão ao mesmo tempo em que John Cena havia vencido o USA Championship, e havia uma expectativa de que ambos os cinturões fossem receber maior destaque nas mãos dos principais nomes da empresa até aquele momento. Tal afirmativa se concretizou para o cinturão americano, com os Open Challenges realizados por John Cena ajudando a dar um “UP” no valor do cinturão, que hoje está nas mãos de Kalisto. Entretanto, os planos envolvendo Daniel Bryan foram interrompidos 16 dias após a Wrestlemania 31, após o atleta sofrer uma contusão no pescoço, pouco tempo depois de retornar aos ringues depois de ficar afastado devido a um problema na mesma região. Desde aquele dia ficou a dúvida: Irá Bryan retornar, ou o mesmo irá se aposentar definitivamente dos ringues?

Veja também:  Na Teia do Aranha #71 - Busquem Conhecimento

daniel

Tal resposta nunca veio. Meses se passaram, e notícias sobre Bryan estar recuperado começaram a surgir. Desde meados de julho Bryan afirma já estar em condições para retornar, porém a WWE se recusa a deixá-lo voltar. Alguns reclamam desta medida, mas é compreensível, já que a WWE não quer arriscar a ver Bryan se machucando mais uma vez no ringue e piorando ainda mais a sua saúde. Lembrem-se que Edge se aposentou devido a um problema no pescoço sério, assim como a WWE praticamente forçou Christian a se aposentar depois do mesmo se ter uma concussão. Desde a morte de Chris Benoit (e da família do mesmo) devido à uma combinação letal de concussões na cabeça, esteróides e analgésicos a WWE vem tentando evitar colocar seus lutadores em risco, mesmo sabendo da importância que alguns deles poderiam ter para seu programa atual. Para a WWE, o risco de ter uma pessoa ficando paraplégica dentro do seu ringue não é algo que seja compensado pelo aumento de audiência de seus programas, o que é uma atitude diferente por parte de uma empresa que até recentemente fez John Cena retornar aos ringues antes do previsto enquanto o mesmo estava se recuperando de um problema no cotovelo.

daniel

Apesar da negativa da WWE, o barbudo continua insistindo nos bastidores. Notícias circularam na internet afirmando que o mesmo havia sido liberado pelos médicos do Arizona Cardinals (equipe de futebol americano) e também por alguns médicos especialistas, o que fez com que muitos ( inclusive wrestlers dentro da WWE) acreditassem que Bryan finalmente fosse ser liberado e faria seu retorno no Royal Rumble deste ano. Porém, isso acabou não acontecendo, e o jornalista Dave Meltzer reportou recentemente que a WWE ofereceu ao lutador papéis fora dos ringues, e que Bryan teria ido até Vince McMahon para ter uma conversa sobre seu retorno. Pode-se dizer que agora o retorno de Bryan aos ringues está nas mãos de McMahon. Especula-se que um dos motivos para Vince McMahon e a WWE não estarem querendo que Bryan retorne seja devido à situação envolvendo CM Punk, onde o mesmo teria retornado aos ringues e piorado uma infecção nas costas. Ao mesmo tempo em que a WWE está mais atenta à saúde de seus atletas, ela também está mais cautelosa quanto a deixar alguém com um histórico de lesões como o de Bryan retornar tão facilmente. Cabe lembrar que Bryan não é o único que foi recentemente proibido de retornar aos ringues da WWE por cautela da companhia. Kurt Angle, atualmente na TNA, tentou retornar para a WWE e chegou a entrar em contato com Vince McMahon, mas o mesmo acabou não retornando devido a suas condições físicas não serem as mais ideais na visão da empresa.

Veja também:  Na Teia do Aranha #71 - Busquem Conhecimento

Kurt Angle

Informações sobre o contrato de Daniel Bryan com a WWE dizem que a ligação se encerra em 2018. Bryan vive agora situação semelhante a que Rey Mysterio viveu algum tempo atrás, tendo de esperar seu contrato se encerrar para poder sair da WWE e voltar a lutar em outro lugar. Bryan já afirmou que quer retornar aos ringues, e caso a WWE continue resistente, em 2018 poderemos ver Daniel Bryan na New Japan Pro Wrestling, na Ring of Honor ou até mesmo na TNA. Ver Bryan lutando com nomes como Kurt Angle, Kazuchika Okada e Adam Cole pode até ser tentador, mas será que Bryan tem consciência de que esta vontade de retornar aos ringues pode lhe custar anos de sua vida? Talvez ele e Angle possam vir a ser trágicos exemplos de lutadores que não souberam ser mais cautelosos com seus corpos e pagar por isso daqui a 5, 10 anos. Seja como for, em 2018 poderemos ver Bryan retornando à Ring of Honor para colocá-la num status nacional, fazendo Dream-Matches com Kazuchika Okada na NJPW ou ajudando a reestabelecer a TNA no posto de #2 dos Estados Unidos. Particularmente, eu estou muito curioso para ver Daniel Bryan colocando a TNA de volta aos eixos e tornando-a novamente num (mesmo que pequeno, como antigamente) incômodo para a WWE. Mas… Primeiro temos de ver se a TNA não vai entrar em falência até 2018.

Veja também:  Na Teia do Aranha #71 - Busquem Conhecimento

Escrito por Rodrigo Peret

Estudante de Jornalismo, redator e colunista do Wrestlemaníacos. E ídolo do Izac Luna.

Deixe um Comentário

comentário(s)