Espelho de Circo – História da queda: A Carreira de Paige

ZFmdwN3

Oi gente! Voltando para mais uma semana e ao meu passado como cronista, hoje trago uma sugestão de uma das pessoas que escreveu aqui e, como opinião pessoal minha, uma das minhas female wrestlers favoritas: Paige. Então, se quiserem acompanhar a minha análise por sua jornada maluca pela WWE e como isto pode ter estragado suas chances de redenção futura, cliquem na Tag “Leia Mais” ai abaixo e boa leitura!

paige-wm

Paige, para mim, desde o começo mostrava ser algo diferente do que os padrões da WWE  exigiam de uma mulher: Ela não tinha o corpo extremamente escultural, não tinha roupas de stripper e não era bronzeada como muitas que já passaram por ali e isto me motivava a acompanhá-la cada vez mais, juntamente com as suas promos no seu pacote de “Anti Diva”. Então veio a sua primeira match na WWE contra Audrey Marie, que ela ganhou..e isto continuou acontecendo por muitas e muitas matches, dando a Paige o que chamamos de uma Streak. Isto também culminou em algumas matches bastante interessantes como: Paige vs Alicia Fox, Paige vs Tamina e Paige vs Emma (uma das melhores rivalidades dela, na minha opinião).

Quando o NXT resolveu ter o seu primeiro torneio, com as mulheres de seu roster, para coroar a campeã inaugural, eu sabia que Paige poderia ter uma grande chance de conseguir se sagrar campeã e foi o que acabou acontecendo em uma das melhores matches da história do NXT: Paige vs Emma. Esta match foi uma das que me ajudou a mudar todo o pensamento que eu tinha sobre a imagem das wrestlers de hoje e eu já as podia ver como atletas e não mais como modelos, como tinhamos antigamente. Isto combinado com o fator de mistério que Paige tinha como a “Anti Diva” tornou-a em uma das pessoas a se olhar e a se admirar, fora tantas, e isso se tornou algo que botou o roster do NXT no mapa, muito antes de Sasha e Bayley chegarem.

Com o tempo passando, se pode perceber que Paige foi se tornando algo muito maior com o belt e, defesa atrás de defesa, ela foi mostrando o que de verdade era o NXT: um lugar de novidades e de talento. Até que algo mágico aconteceu: Paige foi chamada para o Main Roster. Agora eu vou ter que ser um pouco crítica aqui: porque bookar a Paige para derrotar AJ Lee em sua primeira noite? Este booking só fez as duas se tornarem muito mais enfraquecidas do que realmente eram de verdade já que Paige não podia mostrar o seu arsenal de golpes e AJ sucumbiu as “Flash” matches e isto é algo de muito mal gosto. Enfim, mais um highlight para a pequena garota de Norwich: ela se tornaria a mais jovem Divas Champion, enquanto ainda segurava o belt de NXT Womens Champion e isso já era um grande feito. Nisto, já que ela estava no roster, o belt de Womens Champion foi recolocado em atividade em um segundo torneio, no qual Charlotte se sagraria campeã, e Paige continuou ali o seu reinado como Divas Champion.

Mas aqui já começavam os problemas, mesmo com as defesas de título que Paige tinha, a WWE parecia não gostar do que a mesma podia fazer. Então, com AJ voltando ao ringue, Paige perdia o Divas Title após 84 dias – vejam bem: quase três meses para um reinado de uma das melhores personagens que o Mais Roster podia ter. Porém, com isso, tivemos a segunda rivalidade mais interessante que Paige podia ter: contra AJ Lee. As duas eram consideradas fora dos padrões e moldes que a WWE tinha para as suas mulheres e com isso podia se ter algo novo e diferente não é? Neste caso não. A Feud entre Paige e AJ Lee só me mostrava uma coisa: Paige estava sendo estragada desde o começo e isso é um fato. Nisto tivemos duas matches pelo belt: uma que Paige perdeu e a outra onde ela recuperou o belt, em seu aniversário, diga-se de passagem, e com isso começava o que eu gosto de chamar de “a queda de uma potencialidade”.

Todos aqui lembram o que aconteceu depois que Paige feudou contra AJ Lee, não lembram? O heel turn de Paige (que foi até bem feitinho..) e sua “aliança” com a mesma, para feudar contra as Bella Twins, o que rendeu – ao menos para mim – a alcunha de “cadelinha” de AJ Lee. Agora pensem o seguinte: com o começo da sua carreira ser baseado em alguém que não segue um padrão, não acham que ela acabou sendo colocada demais neste mesmo que a WWE tão veementemente prega? Paige merecia uma feud solo e até conseguiu, quando se juntou com suas “amigas”: Charlotte e Becky, quando ambas subiram para o RAW junto com Sasha Banks. Isto levou a um novo heel turn, após alguns meses como face, em uma das melhores promos que eu já tinha visto ela fazer, mesmo depois de sua chegada ao main roster. O fato de ela mencionar que a revolução havia começado com ela e que a Charlotte deveria agradecer a ela e lembrar que ela estava lá graças ao pai, foi algo digno do que a “Anti Diva” era e era isso que a Paige preciava para voltar a seu o que era antes: a mais pura badass que ela sempre se mostrou ser.

Porém, Paige começou a ser jogada no limbo e isto levou a um dos PIORES fatores em toda a sua carreira: ser colocada justamente em um programa que prega o que ela não é: Total Divas. Isto, para mim, foi o que colocou Paige como uma promessa quebrada e me provou que ela já não tinha mais todo aquele futuro que a WWE um dia depositou na mesma. Isto levou a uma das piores tags que eu já vi na minha vida: Team Total Divas contra Team de não Divas, o que afundou mais ainda uma promessa tão grande que costumava ser a Anti Diva e depois Diva do amanhã: Paige.

Logo após isso, tivemos uma pequena controversia com a suspensão de Paige por 60 dias, já que ninguém realmente sabia explicar. Logo descobrimos que ela passou por uma cirurgia e se tornou noiva de Alberto del Rio – O que, na minha opinião, é a pior idiotice que ela poderia fazer – e com isso acabou botando uma última pedra em sua carreira bastante promissora. O que se tira de tudo isso? O que começou com um bom booking, acabou com decisões ruins e um comportamento exacerbado demais e isto levou a queda brusca e a quase (se não) demissão de uma das grandes promessas na WWE. Se Paige ainda não foi demitida, ela vai acabar sendo e isto só irá me esclarecer que realmente Paige nunca teve muita chance de dar certo para começar. E isto é o que me entristece mais…


Gostaram povo? Deixem seus comentários, críticas e sugestões (espero que tenham aguentado eu falando demais) e como sempre…

ATÉ SEMANA QUE VEM!

Deixe um Comentário

comentário(s)