in

GUIA NJPW #1 – Barreira Linguística

O Guia NJPW é o seu guia, de língua portuguesa, até ao produto japonês!

Bem-vindos á primeira edição do “Guia NJPW”, o guia que procura lhe apresentar o produto japonês da melhor forma possível!

Se você está começando a assistir NJPW, é normal que sua primeira impressão seja “como posso assistir algo que eu não entendo?”. WWE é um caso aparte desse problema, sendo que inglês, por si mesmo, é uma língua universal. Japonês contém não só uma língua nova, como alfabetos novos (como o Kanji, Hiragana e Katakana), tornando mais complicado poder assistir o mesmo produto e acompanhar suas histórias… Mas, será mesmo isso? A resposta é não.

NJPW é o contrário do “entretenimento” ocidental, onde histórias são entregues através de conversas entre lutadores e por aí fora. A história da NJPW é contada pelo movimento dos lutadores, pelas técnicas, expressões, e por aí fora. Não é preciso perceber japonês para assim acompanhar o produto, só basta estar atento ao combate e ver a história que conta. Observemos a história de Hiroshi Tanahashi vs Kenny Omega na Wrestle Kingdom 13.

Kenny Omega e Hiroshi Tanahashi tem, por si mesmo, uma história muito clara. Omega sempre viveu na base de “mudar o mundo”, começando por mudar a NJPW. As mudanças eram visíveis desde o momento em que ele teria vencido a IWGP Heavyweight Championship, como avalíamos no artigo de opinião “NJPW se globalizando é um problema?“. Omega seria a cara da NJPW nesse passo para a globalização, consequentemente mudando a NJPW por completo… Aí, surgia Hiroshi Tanahashi, vencedor da 28ª edição do G1 CLIMAX.

Hiroshi Tanahashi foi o lutador que carregou a NJPW nos seus tempos mais complicados em inícios de 2000, após a empresas ter sofrido o tal “Inokiism” (iremos futuramente cobrir essa mesma fase numa próxima edição). A NJPW clássica foi a NJPW que Hiroshi Tanahashi construiu, carregando o título de “Ace” da empresa.

Veja também:  Maníacos por Apostas - NXT Takeover: Phoenix/Royal Rumble 2019

O que diferencia Tanahashi e Omega é isso. Omega quer mudar a NJPW, levá-la para um estilo mais ocidental, para um estilo de mais fácil globalização. Tanahashi quer que a NJPW se globalize, mas que não venha a perder sua identidade de puroresu (pro-wrestling japonês, o “strong-style” assim dizendo).

Pedimos que você veja o combate, caso ainda não tenha visto, para perceber o que será dito nesse tópico.

Ao observar o combate, dá para ver a história contada. Tanahashi recusou utilizar a mesa, um método ocidental, fora do padrão NJPW… Mas, a certo ponto, ele vem a ceder, pagando o preço devido a experiência que Omega tem dentro desse mesmo estilo. Assim sendo, Tanahashi começou a puxar Omega para o estilo puroresu em si, levando com que Omega se converta a esse mesmo estilo e assim vindo a perder, sendo esse o estilo em que Tanahashi domina.

Acabámos de fazer uma análise de um combate sem ter que recorrer a qualquer tipo de informação externa, só bastou sabermos a motivação de ambos. Sabendo somente isso, a história foi explicitadamente contada no ringue. Você pode vir a assistir com os comentaristas japoneses, e mesmo assim você consegue acompanhar a história contada no combate. Isso é a prova de que a barreira linguística não é um problema gigantesco ao assistir NJPW.

Veja também:  Ronda Rousey deve deixar a WWE após WrestleMania

Vivemos na plena era da internet, isso é um fato. Assim sendo, assumimos também viver na reconhecida “aldeia global”. Aonde quero chegar ao afirmar isso? Sendo essa “aldeia global”, você é capaz de encontrar todo o tipo de informação na hora e no momento. A NJPW não é uma exceção a isso.

Nós assumimos que os movimentos dos lutadores em si conseguem contar-nos a história deles… Mas, e as entrevistas? As conferências de imprensa? Não é preciso entender isso? Sim, essas entrevistas, conferências e tudo mais são fatores que não deixam de ser importantes para acompanhármos as histórias da empresa. Maioria delas encontram-se na língua natal da NJPW, levando com que existam várias pessoas a traduzirem o que é dito/feito pelos lutadores. Sendo assim, irei dar uma lista resumida de contas/sites que tratam de traduzir o conteúdo da NJPW:

  • Chris Charlton (conta do twitter de um dos comentaristas ingleses da NJPW, que traduz grande parte das notícias vindas da NJPW)
  • The Lion Marks (site com várias traduções e explicações da NJPW na língua inglesa, contendo até um glossário, traduzindo as palavras mais utilizadas dentro da empresa)
  • Showbuckle (canal com diversos vídeos, embora atrasados devido a problemas com o sistema de copyright com a NJPW, mas não deixando de ser uma ótima fonte de informações sobre a empresa atualmente)
  • RNPuro (canal do youtube que explica grande parte do funcionamento do booking da NJPW, como suas histórias e afins)
  • Octopus Stretch (outro canal do youtube, opiniativo, que fala sobre os funcionamentos da NJPW incluindo a opinião do criador)
  • Rassslin’ Rantin’ (embora não só focado na NJPW, o mesmo canal entrega várias reviews de grandes eventos da empresa, permitindo sempre ter, para aqueles que começam a ver, uma base opiniativa e uma plataforma para acompanhar a NJPW em comunidade)
Veja também:  Darren Young mostra interesse por ingressar na All Elite Wrestling

É claro que existem MUITAS MAIS formas de ver as notícias, informações e outras mais coisas da NJPW… Mas, e em português?

A NJPW tem essa barreira linguística, mas essa barreira vem a se tornar maior tanto para o público brasileiro como português. Se você não domina a língua inglesa, torna-se ainda mais complicado “quebrar” essa barreira com a NJPW… É então assim que eu promovo, de forma burguesa e capitalista, a minha página: NJPW – Brasil. Página onde é postado notícias, entrevistas, explicações e até opiniões, TUDO em língua portuguesa!

Essa questão de barreira linguística se tornar mais complicada para o público brasileiro foi algo que me motivou para trabalhar nisso! Acredito que a NJPW seja das melhores empresas na história de wrestling professional, e não acho que essa mera barreira linguística deva afastar pessoas de assistirem esse produto de qualidade. Com a página no ar, e futuras edições para o Guia NJPW, será o nosso dever de expandir a facilidade de acesso ao puroresu para fãs de língua portuguesa.

Isso será tudo por essa edição, e vamos já avisando que, sem data marcada, irá em breve sair a próxima edição, onde iremos começar do 0 na história da NJPW, regressando aos tempos de 1972!

Até a próxima!

2 Comentários

Deixar uma resposta
  1. Ótimo artigo! Antes, eu procurava por lutas soltas da NJPW no Youtube. Sempre curti, mas nunca consegui acompanhar. Agora comecei a pagar o serviço de streaming deles e cara… INCRÍVEL! Diferente da WWE Network, que eu só pago qnd tem PPV grande, valeu cada centavo pagar pra assistir os shows da NJPW. Lutas excelentes, narração cativante, tanto a japonesa quanto a americana. Continue com esses artigos sobre a NJPW, pois qro conhecer cada vez mais essa promoção que me fez sentir gosto de ver PW de novo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Akam da AOP está lesionado

PWC | Federação brasileira anuncia card do LuchaMannia