in , ,

Maníacos por Entrevista: Adam Black (BWF)

“Rookie” da BWF Adam Black é o quarto entrevistado do novo projeto Maníacos por Entrevista, que objetiva trazer mais sobre a luta livre produzida no Brasil para você maníaco por wrestling. São entrevistas semanais com personalidades da luta livre nacional, o nosso pro-wrestling.

Adam Black

Há apenas um ano lutando, o jovem de 17 anos passou pela CFW, NES e Gigantes do Ringue até chegar à BWF em maio deste ano. Natural de Santo André-SP, Adam Black foi treinado por Death Rider e Altair durante seu período na CFW, e na BWF, Bob Junior e Max Miller prepararam-no para sua estreia, que deu-se no Anime Friends; desde lá se consolida como um dos grandes talentos da nova geração de Rookies da empresa paulista.

Confira a entrevista:

Wrestlemaníacos: Quem é Adam Black? E o que podemos esperar dele na BWF?

AB: Bom, Adam Black é um jovem garoto que sempre desejou e almejou estar onde está e que procura conquistar seu espaço dentro da BWF, sempre respeitando a todos e fazendo o seu trabalho com as orelhas abertas e a boca fechada e sem pisar em ninguém

Vocês podem esperar um Adam dando 200% de si em cada luta, impressionando, deixando-os felizes e fazendo com que os fãs fiquem cada vez mais satisfeitos com o meu trabalho e com aquele gostinho de “quero mais”.

Veja também:  Cobertura: RAW - 05/11/2018

WM: Como você conheceu a luta livre? E quando surgiu a ideia de treinar para virar um wrestler?

AB: Diferente de muitas pessoas, eu conheci a luta livre no final de 2009, quando meu melhor amigo me apresentou, na época eu tinha acabo de começar a ter contato com internet e como não passava na TV, eu ficava dia e noite assistindo WWE no YouTube.

Meu interesse em começar a treinar veio em 2015, foi meio de repente, porque na época eu jogava futebol com o intuito de ser jogador profissional, porém eu já não estava muito feliz e então eu decidi parar, muita coisa passou pela minha cabeça, e uma delas foi desistir do futebol, e então eu coloquei na cabeça que só iria parar de jogar se eu arrumasse algo que ocupasse minha mente, por um tempo eu fiquei pensando, e em um dia qualquer decidi arriscar na luta livre, porque era algo que eu sempre assistia e ficava super empolgado, era algo diferente, algo que eu sempre tive vontade de fazer; Mas demorou um tempo até eu começar a realmente praticar, durante esse tempo eu não tinha condições de pagar os treinos, até que em 2017 a CFW abriu as portas para mim e foi onde eu comecei a treinar.

Veja também:  Cobertura: NXT - 07/11/2018

WM: Um adversário dos sonhos.

AB: AJ Styles

WM: Um lutador que você mais deseja rivalizar e ter um combate na BWF.

AB: Death Rider, temos muita história, sinto que ainda temos muita coisa a fazer.

WM: Há algum outro adversário da luta livre nacional que você gostaria de enfrentar (fora da BWF)?

AB: Sim, Anark Andy, particularmente eu gosto muito do que ele vem apresentando nesses últimos tempos.

WM: O que mais te encanta na luta livre?

AB: Os momentos, a história que cada rivalidade tem,é algo magnífico ver rivalidades como Undertaker vs Shawn Michaels, são momentos únicos.

WM: Já sofreu preconceito por gostar/praticar luta livre?

AB: Sim sim, sempre temaquelas pessoas que fazem comentários infames, mas eu costumo deixar entrar por um ouvido e sair pelo outro, apenas nós mesmos e Deus sabemos da nossa batalha para chegar onde chegamos.

WM: O que tem a dizer sobre seu treinador e chefe Bob Junior?

AB: Eu tenho uma enorme admiração e respeito Bob, é uma pessoa muito boa, muito humilde e um otimo chefe, ele sempre vai te dar conselhos tanto pessoais quanto profissionais, sempre buscando a melhora dos lutadores.. Sou muito grato por ele ter me acolhido e pelas chances que venho ganhando.

Veja também:  Cobertura: SmackDown Live - 06/11/2018

WM: De onde veio a inspiração para o nome “Adam Black”?

AB: É uma história um tanto quanto engraçada, quando eu decidi que queria praticar luta livre lá em 2015, eu ja pensava em nomes, características, etc. E na época Adam Cole estava voando na Ring of Honor e o Seth Rollins na WWE, e eu sou um grande admirador dos dois então veio na minha mente “Adam Cole + Seth Rollins? Acho que não, que tal Adam Cole + Tyler Black, pronto vai ser esse” e foi assim que surgiu o nome do meu personagem hahahhaha.

WM: Deixe um mensagem para os maníacos por wrestling para encerrarmos.

AB: Bom, essa foi uma oportunidade para vocês conhecerem um pouco mais do Adam Black, dentro e fora do ringue. Continuem apoiando a luta livre nacional, acredite nos seus sonhos e obrigado pelo suporte!

O Wrestlemaníacos agradece imensamente a Adam Black pelo seu tempo para nos responder.

A próxima entrevista, na próxima quarta-feira, será com o Bicho Bruto Max Miller, fiquem ligados!

> Confira a entrevista com Rapha Luque clicando aqui
> Confira a entrevista com Gabriel Nogueira clicando aqui
> Confira a entrevista com Matths Alves clicando aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hulk Hogan

Hulk Hogan confirmado para aparecer no Crown Jewel?

Cobertura: NXT UK – 31/10/2018