NJPW G1 Climax 27 – Finais – Resultados e review

Confira aqui os resultados do último dia do maior torneio do wrestling!

O G1 Climax, depois de 18 shows por todo o Japão, com dezenas de combates espetaculares e memoráveis, finalmente se chegou ao seu último dia, que ocorreu no tradicional Ryogoku Kokugikan Sumo Hall, em Tóquio.

Tetsuya Naito e Kenny Omega venceram os blocos A e B, respectivamente, e se enfrentaram para determinar o vencedor do torneio, em uma revanche do combate ocorrido no torneio do ano passado, no qual Omega venceu Naito para levar o Bloco B e ir para a final, conquistando seu primeiro G1. O vencedor do combate conquistou o direito de desafiar pelo IWGP Heavyweight Championship no Wrestle Kingdom 12, no dia 04 de janeiro de 2018, no Tokyo Dome.

NJPW G1 Climax

Yoshinobu Kanemaru, Desperado, Taichi e Taka Michinoku derrotaram Jushin Thunder Liger, Tiger Mask, KUSHIDA e Hirai Kawato

Este foi um combate de abertura bastante divertido. Kawato, mais uma vez, se destacou no combate, deixando óbio que ele é o melhor do atual plantel de young lions da NJPW. Tiger Mask e Taka se enfrentaram perto da mesa de comentaristas em inglês, enquanto Kanemaru e Taichi davam conta de Kawato. Taichi então acertou um powerbomb nele, com Kanemaru seguindo com o Deep Impact DDT para conquistar a vitória.

Desperado e KUSHIDA lutaram por toda a arena depois da luta. Desperado tentou roubar o cinturão do IWGP Junior Heavyweight Champion, KUSHIDA, que o impediu. Taka também entrou na luta, que causou a maior confusão na torcida, até que eles saíssem da arena. Esta luta pelo título deve acontecer em algum dos eentos Destruction do próximo mês.

Guerillas of Destiny (Tama Tonga e Tanga Roa) derrotaram Manabu Nakanishi e Yuji Nagata

Ete foi um combate ok, com nada de especial. GOD atacaram Nagata até que ele acertou um belly to belly suplex em Tonga. Nakanishi entrou na luta e acertou alguns power spots. O foco de GOD então foi para ataques em Nakanishi. Roa acertou o sitout piledriver em Nakanishi para a vitória. Ambos integrantes de GOD mostraram seu respeito a Nagata após o combate.

Hirooki Goto e YOSHI-HASHI derrotaram Togi Makabe e David Finlay

Uma boa luta. Makabe e Goto lutaram quase que o combate todo um contra o outro. Todos tiveram um bom desempenho, mas não há muito a comentar sobre o combate. YOSHI-HASHI conquistou a vitória após acertar o Karma em Finlay.

Hiroyoshi Tenzan, Juice Robinson e Satoshi Kojima derrotaram Bad Luck Fale, Yujiro Takahashi e Chase Owens

Outra boa luta. Se tem um indivíduo que se tornou uma estrela após o torneio, foi Juice Robinson, que tem a torcida comendo na sua mão. Kojima derrubou Fale com um lariat para fora do ringue. Robinson conseguiu a vitória para seu time após acertar a tag e derrubar Owens com um soco e o seu finisher, o Pulp Friction.

IWGP Junior Heavyweight Tag Team Championship
Ryusuke Taguchi e Ricochet derrotaram The Young Bucks (Matt e Nick Jackson) para vencer os títulos

Esta foi uma excelente luta. Ricochet e Taguchi trabalharam muito bem juntos, tendo um início bastante acelerado. Ricochet acertou um Fosbury Flop de dentro para fora do ringue e caiu de mau jeito sobre seu joelho, que passou a ser o alvo dos ataques dos Bucks. Ricochet tentou acertar um Benadryller fora do ringue para tentar equilibrar as coisas, mas acabou batendo seu joelho no poste do ringue. De volta ao ringue. Ricochet tentou o Benadryller novamente, mas levou um superkick de Nick. Ricochet então escapou de um sharpshooter e fez o tag em Taguchi, que limpou a casa.

Veja também:  Vídeo: BWF Telecatch #241

Taguchi fez o tag em Ricochet, que não foi visto por Matt e Nick, que estavam preparando o Meltzer Driver. Nick pegou e acertou-o, enquanto Matt foi para o sharpshooter. Ricochet lutou com todas as suas forças para chegar as cordas, mas foi em vão pois Nick o acertou com um swanton. Mesmo assim, Taguchi, que também estava preso em um sharpshooter por Nick, acabou escapando e libertou Ricochet.

Os Bucks tentaram então o More Bang for Your Buck, mas Ricochet contra-atacou levantando os joelhos. Ele foi então pego em um Superkick. Os Bucks tentaram o Indytaker, mas Taguchi acertou um hip toss em Nick para frustrar a tentativa. Ele então acertou o Dodon em Matt, e prendeu Nick em um ankle lock. Ricochet então foi para a corda de cima e acertou o Shooting Star Press em Matt para conquistar a vitória e os títulos.

Wrestle Kingdom 12 foi anunciado para 4 de Janeiro de 2018 no Tokyo Dome.

Katsuyori Shibata, numa surpresa completamente inesperada, veio ao ringue logo antes da intermissão para a loucura da torcida japonesa. Ele entrou no ringue, se sentou por alguns minutos, e do jeito que apenas Shibata conseguiria, sem rodeios, disse: “Estou vivo. É isso!” Foi muito simples, mas tão emocional e poderoso ao mesmo tempo, ainda mais sabendo de toda a batalha de recuperação que “The Wrestler” vem passando desde sua contusão seríssima sofrida em abril contra Kazuchika Okada. Várias mulheres na torcida estavam chorando muito. Momento incrível.

O show retornou da intermissão com um vídeo de alguém brincando com uma faca… provavelmente sinalizando que alguém novo está por vir.

IWGP Heavyweight Tag Team Championship
War Machine (Hanson e Rowe) derrotaram Cody e Hangman Page para manter os títulos

Outra luta muito boa, ainda que a torcida estivesse quieta por boa parte dela. Page e Cody tiveram uma surpreendente química ao longo da luta. War Machine começaram dominando a luta, até que Cody e Page começassem a trabalhar sobre Hanson. Rowe entrou e começou a limpar a casa sobre Cody e Page. Todos entraram no ringue e começaram a se atacar. Cody acertou Rowe com o CrossRhodes. Hanson derrubou Cody e Page com um handspring elbow. Hanson então lançou Cody sobre a mesa de comentaristas americanos e War Machine partiu para o ataque em Page.

Cody foi levado para fora do ringue por Hanson mas Page veio acudi-lo com o Shooting Start Shoulder Tackle. Cody lançou a barricada de metal em Hanson. Bullet Club então acertou um combo de disaster kick e slingshot clothesline. Page tentou derrubar Rowe com um moonsault, mas acabou levando Hanson. Cody então acertou o moonsault em Rowe, que conseguiu escapar do pinfall de Cody.

Cody e Page tentaram um double suplex mas Hanson voltou e ajudou Rowe a limpar o ringue de novo. Hanson acertou um moonsault mas Cody colocou o pé de Page nas cordas na tentativa de pinfall. Rowe e Cody então foram para fora do ringue, onde Rowe derrubou Cody com um tope, então Hanson seguiu com um somersault.

Veja também:  Vídeo: BWF Telecatch #241

Tama Tonga e Tanga Roa então vieram ao ringue e fizeram o desafio para uma revanche, e quanto Rowe estava prestes a responder, o Killer Elite Squad, de Lance Archer e Davey Boy Smith Jr., também membros da Suzuki-Gun, fizeram seu retorno e derrubaram os outros dois tag teams. Archer então disse que KES está de volta e todos vão morrer.

Zack Sabre Jr., Minoru Suzuki e Takashi Iizuka derrotaram Kota Ibushi, Hiroshi Tanahashi e Michael Elgin

Os heels dominaram o combate logo cedo. Iiizuka tentou enforcar Ibushi com um cabo de uma câmera, e Taichi se envolveu e enforcou Tanahashi. Elgin entrou na luta enquanto Iizuka estava distraindo o árbitro com uma cadeira. Kanemaru e Taichi tentaram de envolver mas foram derrubados por Elgin. Tanahashi tentou dar o troco, mas SAbre pegou ele num armbar, fazendo com que o resto do seu time tivesse que entrar para quebrar a submissão.

Suzuki-gun então voltou a ter o domínio. Sabre lutou contra Tanahashi, segurando-o num octopus hold, focando o ataque no bíceps contundido de Tanahashi. ZSJ tirou a proteção do braço de Tanahashi e segurou a submissão até que Tanahashi não teve opção a não ser desistir. Luta bastante boa e sólida.

Suzuki e Elgin lutaram depois da luta, ameaçando um ao outro com cadeiras. Enquanto isso, Sabre segurou o Intercontinental Championship sobre Tanahashi, deitado no ringue. Então estes são os dois próximos feuds pelo NEVER e Intercontinental Championships.

SANADA, BUSHI, Hiromu Takahashi e EVIL derrotaram Kazuchika Okada, Tomohiro Ishii, Gedo e Toru Yano

SANADA colocou Yano no Paradise Lock e fez o tag em EVIL que ficou segurando ele no hold. Okada tentou ajudar o companheiro, mas EVIL o derrubou na barricada. SANADA finalmente desfez o hold com um dropkick em Yano.

Eventualmente se tornou uma luta muito boa. Gedo entrou e encaixou o Gedo clutch em Takahashi, mas o resto dos LIJ quebraram, permitindo que Takahashi pegasse ele em um triangle e conseguisse a submissão para a vitória.

Após a luta, EVIL empilhou várias cadeiras no ringue e acertou Okada com um Darkness Falls sobre as cadeiras, montando o cenário para o próximo feud pelo IWGP Heavyweight Championship.

G1 Climax 27 Tournament Finals
Tetsuya Naito derrotou Kenny Omega para vencer o torneio

Esta foi uma luta incrível em um mar de combates incríveis. Ocorreram tantos momentos no qual alguém foi derrubado sobre seu pescoço, que é certeza que ambos estarão sentindo os efetiso desta luta por muito tempo. De qualquer forma, uma luta espetacular do ponto de vista atlético e de alguma forma, ainda melhor que o combate entre eles no G1 do ano passado.

Naito acertou um tope que mandou Omega rolando sobre a barricada e a mesa de comentaristas. Naito então acertou um piledriver insano em Omega, que errou o alvo, e em vez de acertar a mesa, acertou o chão. Felizmente ambos saíram vivos, mas foi assustador.

Naito focou no pescoço de Omega, indo para a segunda corda e derrubando Omega do topo com um neckbreaker. Omega contra-atacou com um reverse rana e então acertou Naito com um tope con hilo para o chão. Omega acertou um missile dropkick bem na nuca de naito.

Omega acertou um German Suplex e um knee neckbreaker e foi então para o V-Trigger. Naito desviou, mas também não teve sucesso em uma tentativa de German Suplex. Naito então conseguiu acertar o satellite DDT, e tentou o hurrancanrana do alto, mas Omega escapou, acertou seu rosto no turnbuckle e depois o V-Trigger.

Veja também:  Vídeo: BWF Telecatch #241

Naito revidou com um DDT, e então continuou trabalhando no pescoço de Omega. Naito então acertou uma versão de Gloria com Omega caindo diretamente em seu pescoço. Naito tentou o Destino mas Omega se segurou e derrubou Naito sobre seu pescoço, que quase rendeu a vitória.

Naito levou Omega para a top tope, mas Omega escorregou e a cabeça de Naito acertou o poste do ringue, em outro momento assustador. Omega foi para um powerbomb, mas Naito revidou no meio do movimento e acertou um reverse rana do alto. Naito foi para o Stardust Press, mas Omega escapou, fazendo com que Naito fosse de cara na lona.

Omega acertou o Jay Driller, seguido de dois V-Trigger no queixo de Naito. Ele foi para um terceiro, mas Naito caiu no chão. Omega tentou de novo, mas Naito conseguiu agarrá-lo. Omega acertou de qualquer forma, e então acertou um gutwrench powerbomb. Omega acertou outro V-Trigger e foi para o One Winged Angel, mas Naito revidou com um reverse rana.

Naito acertou o Destino, mas não foi o suficiente. Ele foi para outro, mas Omega contra-atacou com o Croyt’s Wrath e outro V-Trigger, depois outro. Omega foi para o One Winged Angel, mas Naito revidou com o Destino.

Eles batalharam, com a torcida indo à loucura. Omega acertou mais um V-Trigger, mas Naito acertou um Liger Kick. Naito foi para o Destino, Omega escapou, mas Naito ajustou e conseguiu um tilt-a-whirl Destino, sensacional.

Um terceiro Destino selou o “destino” de Naito, que conseguiu a vitória, a 27a edição do G1 e sua segunda vitória do torneio, após vencê-lo em 2013.

Naito recebeu o troféu do presidente da NJPW, e a lenda Masahiro Chono fez a entrega da bandeira do G1. Naito, em sua promo, agradeceu os fãs e disse que era uma vitória deles. Ele então cumprimentou seus companheiros de LIJ, incluindo Darryl, que milagrosamente voltou à vida.

AVALIAÇÃO

Este foi um ótimo show do começo ao final, cujo destaque obviamente é o main event e as excelentes tag team title matches. Além disso, o show serviu para montar os feuds do restante do ano. Todos os títulos já tem seus combates praticamente prontos e está bem claro quais os planos para o Wrestle Kingdom 12. Para coroar tudo isso, o retorno de Shibata tornou o card ainda mais emocional. Eu disse isso no review do show Dominion há 2 meses atrás, mas, ainda que a NJPW não seja perfeita e tenha seus problemas, no que diz respeito a entregar um produto espetacular, eles são a melhor organização do mundo, e hoje foi um exemplo claríssimo disso. Show recomendadíssimo.

Deixe um Comentário

comentário(s)