O dia que o Bullying de JBL deu ruim

Nem sempre é bom bancar o valentão. Será que JBL não aprendeu isso em 2005?

Olá amiguinhos, amigolas e MANÍACOS! Como foi muito bem documentado pelo nosso querido Izac Luna, JBL praticou Bullying contra Mauro Ranallo. Este fato ganhou grande repercussão em toda a imprensa, não simplesmente na especializada e levantou uma velha questão, sempre muito discutida pelos lutadores em Shoot Interviews, mas que nunca teve tanto destaque quanto agora: JBL é, certamente, um valentão.

Suas atitudes com lutadores novos são muito bem documentadas. A sensação é que Bradshaw age como um “policial dos bastidores”, com rispidez, ignorância e muita prepotência. Tudo isso com respaldo da alta gerência, que o tem como um queridinho desde muito tempo atrás.

Só que, certa vez, a raiva e o caráter de JBL estiveram expostos para o mundo ver. Ele sempre teve a fama de ser Stiff demais no ringue, algumas vezes como forma de punir lutadores. No evento One Night Stand 2005, a vítima foi The Blue Meanie. Bradshaw o atacou com socos usando sua mão cheia de anéis para abrir novamente uma ferida que havia sido recentemente costurada no rapaz de cabelo azul (que não é YouTuber e nem alcançou nenhuma meta).

A WWE aproveitou a tensão e um amigo de Blue Meanie resolveu dar uma lição em JBL para que, em tese, ele nunca mais esquecesse que o Bullying não é legal e que ser um valentão é errado. Confira nosso vídeo!

Aproveite e junte-se a nós em nossas redes sociais.

INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL

Para conferir todos os nossos vídeos de história, clique aqui.

No canal, temos o The Game. Um Game Show maravilhoso que já caminha para o término da primeira fase. Nesta playlist reuni todos os episódios. É um melhor do que o outro!

Conto com o apoio de cada um de vocês. O YouTube não está sendo uma das plataformas mais amigáveis para o Wrestling nos últimos tempos, então peço o apoio de vocês para que possamos reverter esta situação. Um abraço.

 

Escrito por Tanaka

18 anos, Youtuber (com curso do SENAI). Sou mentor do projeto Rádio de Pilhadriver e já fui membro da classe de ouro da blogosfera brasileira. Hoje sou apenas um rapaz latino-americano.

Deixe um Comentário

comentário(s)