Pra Ser Sincero #16 – Brock Lesnar é a maior estrela da WWE?

banner pra ser sincero

Olá, eu sou Gabriel Goto e este é mais um Pra Ser Sincero! Nesta décima sexta edição eu falarei sobre a besta incarnada, o conquistador, o 1 em 21-1, o ex-campeão mundial da NJPW, do UFC e da WWE; com vocês: Brock Lesnar. Mas tenha cuidado, pois ao entrar você pode não sair de Suplex City.

Brock Lesnar voltou para a WWE (acho) no Raw pós-Wrestlemania XXVIII ao confrontar John Cena para o delírio do público. Sua primeira match em seu retorno foi no Extreme Rules em uma Extreme Rules match e saiu derrotado. Nisso ele entrou em uma rivalidade com Triple H em diversos PPVs, confrontou CM Punk até por um fim na streak de Undertaker na Wrestlemania XXX. Após isso, ganhou uma title shot para o WWE Championship no Summerslam onde violentou o até então campeão John Cena.

Nesse período que ele permaneceu como campeão máximo da empresa, ele não aparecia todos os shows e na época eu acredito que isso fosse prejudicial para o título, mas não foi. O nome e a presença de Lesnar é tão gigantesca que ele não precisava estar lá para dar este prestígio e além disso havia Heyman ao seu lado que o dá ainda mais crédito.

Vendo agora, acredito que o reinado de Lesnar tenha sido tudo que tinha pra ter sido, um mercenário (não levem no termo pejorativo) monstruoso que podia fazer o que quiser, quando quisesse e assim ele fez e independente do que ele fazia ganhava um pop tremendo quando aparecia e na Wrestlemania 31 viralizou o termo “Suplex City, Bitch” enquanto violentava o jovem Roman.

Veja também:  WWE Backlash 2017: Card final

E nessa Wrestlemania ainda tiveram a sacada de fazer com que ele sofresse cash-in e mesmo assim não tivesse sido ele a ser o finalizado. Mesmo tirando o título de Brock, fizeram com que ele ainda continuasse gigante. Após perder o seu título e permanecer mais um tempo fora, no Battleground do ano passado ele recebeu a sua rematch contra o campeão, Seth Rollins.

A match acabou com a interferência de Undertaker e eles reviveram novamente esta rivalidade. Em 2016, Brock voltou a correr atrás do título no Royal Rumble e no Fast Lane, mas falhou ambas as oportunidades e na Wrestlemania venceu Dean Ambrose em uma No Holds Street Fight. Agora estamos em junho, quase julho e seu nome volta a aparecer com maior frequência.

No começo desse mês foi anunciado que em uma parceria da WWE com o UFC, Brock voltará para o octógono mais uma vez para lutar contra Mark Hunt em uma jogada de marketing fenomenal, mas que pode atrapalhar. A não é ser é claro, que Brock tenha certeza que ele irá vencer.

O ex-campeão também foi anunciado como capa do jogo WWE 2k17, o mesmo jogo que anteriormente havia anunciado Goldberg, um antigo rival do patriarca de Suplex City. Se isso levará a um retorno dessa rivalidade em breve? Muito provável. E caso Brock vença no UFC, ele chegará com um moral gigantesca na WWE e quem poderia pará-lo? Temos as cartas na mesa.

Veja também:  WWE Backlash 2017: Card final

At 6-foot-3 and 266 pounds, Brock Lesnar is a feared fighter in any ring, and with good reason.

A WWE usará a luta do Lesnar no UFC (e de brinde, talvez traga a Ronda)  para promover um combate entre ele e Goldberg seja no Summerslam ou no Survivor Series. Irá acontecer. Só ver os casos anteriores, em 2011 Lesnar foi anunciado como parte do jogo WWE ’12, Sting foi anunciado para um dos jogos e bem… Vocês sabem.

Isso faz com que a besta incarnada seja um nome poderoso dentro do esporte num geral, todos o conhecem e sabem o que ele faz. A WWE não precisa pegar fãs do UFC, pois possuem mais. Porém, usará da credibilidade deles para construir uma feud que eles querem que seja memorável.

Apostar em Lesnar no UFC no dia 9 de julho é arriscado levando em conta que ele pode se machucar e frustar algum plano que tenham para ele ainda no Summerslam, porém no universo do MMA o Hunt é o franco favorito, mas sabemos que a máfia é gigantesca e o esporte é apenas uma de suas metrópoles. Não estou insinuando nada e por mais que eu não seja grande fã das lutas no octógono, respeito, mas fico com um pé atrás.

Esportes que geram muito dinheiro geram muita polêmica envolvida (Como inúmeros casos no tênis e no futebol [Juventus 05/06]) e por este lado eu fico feliz em gostar de algo que eu sei que é assim que funciona.

Veja também:  WWE Backlash 2017: Card final

Brock Lesnar, the imposing third competitor in WWE Fastlane's No. 1 Contender's Match arrives, alongside Paul Heyman.

Enfim, agora sobre o título deste artigo: Brock Lesnar é a maior estrela da WWE? Temos John Cena, que foi para a China e falou mandarim de forma aceitável pelo que eu entendi de chineses que falaram sobre ele na internet. O 15x World Champion é um nome igualmente gigantesco e apesar de ter falhado no cinema, é tão conhecido como Rock e Lesnar. Este último, que não optou por uma carreira no cinema e sim no MMA e para ele volta, num esporte crescente mundialmente, como será que isso acontecerá?

Acredito que hoje, tanto Cena quanto Lesnar são os dois maiores nomes da empresa e venderiam milhares de ingressos onde quer que fossem, mas cada um tem o seu ponto forte e o ex-campeão do UFC colocará em jogo o seu ponto forte no UFC 200 e além disso ele tem um público-alvo diferente do Cena, não buscam nele um herói e sim a violência extrema que ele proporciona.

Este foi mais um Pra Ser Sincero, espero que tenham gostado e não deixem de comentar expressando suas opiniões: O que acham que a WWE quer com o Brock lutando no UFC? Afinal, eles não aceitariam isso de graça e o que esperar da próxima rivalidade de Lesnar na WWE podendo ser contra Goldberg, um dos grandes nomes do passado. Fico por aqui e até a próxima semana!

Escrito por Gabriel Goto

18 anos, estudante de Letras, amante de Pro-Wrestling e outros bons meios de se contar uma história, escrevo o Pra Ser Sincero e o Wrestling Tales.

Deixe um Comentário

comentário(s)