Pra Ser Sincero #17 – O valor do grupo

banner pra ser sincero

Olá, eu sou Gabriel Goto e este é mais um Pra Ser Sincero! É madrugada enquanto escrevo a décima sétima edição deste artigo que tanto gosto e nesta segunda tivemos o desenrolar de mais um Monday Night Raw onde algo para mim ficou bastante óbvio: A valorização do grupo sobre o individual. Não percam esta oportunidade e venha conferir o que minhas palavras tem a dizer.

Primeiro, com o brand split iminente e um provável ressurgimento de um segundo título mundial, não duvidaria se também trouxessem um segundo título de duplas, pois essa é uma divisão que está enorme e com wrestlers de qualidade. Acredito que não esteja em seus planos, mas como eu disse, não ficaria surpreso se optassem por isso. Acredito que com a grande quantidade de duplas fosse bom dividi-las de forma igualitária nos shows ao invés de partirem-nas ao meio como rumores atacam.

Em especial, falarei de alguns grupos que estão com um enorme destaque hoje na WWE começando com o grupo formado por AJ Styles, Karl Anderson e Luke Gallows, The Club para os íntimos. Que neste último Raw participaram de um dos poucos pontos altos do show, com AJ mostrando mais uma vez ser um heel muito competente e neste mesmo segmento a oportunidade para Enzo Amore e Colin Cassidy de fazerem parte de uma storyline gigantesca.

Foi confirmado no twitter da WWE que no Battleground The Club enfrentará John Cena, Enzo Amore e Big Cass, o que eu acho fantástico. Guardarão a rematch entre Cena e Styles para o Summerslam e darão a oportunidade para Enzo e Cass que são moleques ainda de entrarem numa feud de gente grande. Karl e Gallows que formam uma das duplas mais condecoradas do mundo, Styles e Cena que são dois dos maiores nomes solos de todos os tempos. A oportunidade para os queridinhos do WWE Universe crescer é inquestionável e eu tenho certeza de que eles irão aproveitar essa chance de forma sublime como eles já vem fazendo desde o debut no NXT!

Veja também:  Jinder Mahal desafia John Cena pelo WWE title na WrestleMania 34

Tanto Karl & Luke quanto Enzo & Big Cass poderiam tranquilamente estarem na feud pelo Tag Team Championship, podendo até serem os campeões se fosse o caso, mas estão em uma feud a parte onde eles acabam por serem os coadjuvantes, embora acredite que assim como teremos a rematch entre Cena e Styles, teremos uma Tag Team Match entre os quatro.

Reservo este parágrafo em memória a carreira dos Vaudevillains, que no último Raw perderam para Goldust e R-Truth. Que o draft seja valoroso e deixe os homens do século retrasado respirarem um pouco.

Agora voltando a nossa programação normal, continuando com os grandes grupos no atual roster da WWE temos obviamente que falar dos atuais campeões de duplas, que já estão há quase um ano como campeões. Xavier Woods, Big E e Kofi Kingston. Acredito que a New Day tenha sido de longe uma das melhores coisas que puderam ocorrer na WWE e tudo que eles conquistaram foi de merecimento total de cada um deles.

Just then, Bray Wyatt and his henchmen, Erick Rowan and Braun Strowman, take over the TitanTron.

Porém, com um ano e meio em atividade as coisas podem ficar meio monótonas, embora nunca tivessem perdido a sua graça — sério, é bem complicado não achá-los engraçados — e a Wyatt Family, voltou e trouxe algo de diferente para os campeões, trouxe a visível ameaça que há muito estava adormecida. Vendo os Wyatts nesses últimos shows faz com que eu me esqueça de todo o passado obscuro de derrotas (ano passado para RYBACK, BIG SHOW E KANE!) e que só reforça o quanto de moral eles possuem, por mais difícil que as coisas tenham sido.

Veja também:  Jinder Mahal desafia John Cena pelo WWE title na WrestleMania 34

A trupe liderada por Bray Wyatt voltou há duas semanas e desde então entrou em rivalidade com a New Day, sendo necessariamente a primeira vez que eles não foram atrás de seus oponentes e sim o contrário, com o trio abençoado pelos unicórnios confrontando eles primeiro. E desde o princípio foi possível perceber a mudança de personagem que Xavier vem passando, tentando ser a voz da consciência de seus amigos como ocorreu no último Raw.

O que me lembra Seth Rollins com a Shield, em um período de crise em que Dean Ambrose e Roman Reigns estavam em constantes atritos, Seth que foi o cara que os manteve juntos e para isso até mesmo os abandonou em uma luta. Como Xavier abandonou o ringue nesta última segunda. Há todo um simbolismo nisso. Woods sabe que os Wyatts são perigosos e que as brincadeiras da New Day não serão o suficiente para conseguirem saírem como campeões.

Acredito que seja uma questão de  tempo para anunciarem a Tag Team Championship Match para o Battleground e acredito também que seja muito difícil para a New Day reter os títulos dessa vez. Sinto algo de diferente na Wyatt Family e creio que eles voltaram para ser o que eles nunca antes foram. Com Erick Rowan e Braun Strowman segurando o título de duplas e com um novo título mundial surgindo, acredito muito que Bray venha a desencantar e conquistar o seu primeiro ouro na WWE. Se haver um torneio — seja no Raw, ou seja no Smackdown — ele sairá como campeão.

Veja também:  Jinder Mahal desafia John Cena pelo WWE title na WrestleMania 34

O que também me lembra que ainda há Luke Harper e o que poderá ser feito com ele quando estiver completamente recuperado de lesão? Eu sinceramente espero que ele volte como membro da Wyatt Family, sabendo que há a possibilidade de esquecerem dele. E sendo ele, para mim, o mais talentoso da família e uma vez já ter conquistado o Intercontinental Championship. Acredito que ele possa voltar e lutar por este título novamente fazendo com que a Wyatt Family domine a brand que estiver.

Estamos em uma época em que as duplas e grupos estão sendo muito valorizados e além da grande maioria de duplas a serem consideradas como jobbers, há ainda aquelas que ainda nem debutaram, que estão no NXT fazendo o seu nome antes de subirem ao grande palco, como é o caso dos atuais NXT Tag Team Champions The Revival, os ex-campeões American Alpha, TM-61 e por aí vai. O Tag Team Wrestling é relevante novamente e continuará sendo, pois com o talento natural de todos os nomes que eu citei neste artigo fica difícil fazer algo ruim, ou será possível?

Encerro por aqui, espero que tenham gostado e não deixem de expressar suas opiniões! Não deixem de comentar: Se concordam ou não comigo, qual a sua dupla/grupo favorito na WWE, se há alguma dupla/grupo fora da WWE que você gostaria de ver na empresa do tio Vince e qual dupla do NXT você acha que será mais bem sucedida quando chegar a hora. Até a próxima semana!

Escrito por Gabriel Goto

18 anos, estudante de Letras, amante de Pro-Wrestling e outros bons meios de se contar uma história, escrevo o Pra Ser Sincero e o Wrestling Tales.

Deixe um Comentário

comentário(s)