in

The Squared Circle #01 – Survivor Series 2016

squared-circle

Olá, pessoal fã de um wrestling! Sou João Lucas, e fui membro do blog há alguns anos, e hoje estou de volta com um novo quadro, o “The Squared Circle”, onde postarei algumas crônicas semanais. Nesta primeira edição do quadro, publicarei minha análise do PPV Survivor Series. Sem mais enrolações, cliquem no mais e vamos a análise:

Pré Show:

Six-Man Tag Match: Rich Swann, T.J. Perkins & Noam Dar vs. Ariya Daivari, Tony Nesse & Drew Gulak

O Cruiserweight classic foi épico, e quem assistiu soube o nível das lutas do show. Porém a cruiserweight division no RAW, não é a mesma coisa. Os wrestlers estão mais limitados pelo tempo das outras matchs e segments, além de não haver um storytelling envolvendo os wrestlers desta divisão. As matches acontecem sem nenhum propósito, e parece que estão ali para completar as 3 longas horas de show, e esta match foi uma prova do que descrevo.

Não se engane, a match em si foi boa (apesar de eu odiar six-man tag matches, pois parece que todas são as mesmas, apenas trocam os wrestlers), mas não houve reações da crowd, simplesmente por não ter conexões suficientes com os fãs que não assistiram o Cruiserweight Classic. Pelo menos os vencedores conseguiram uma nº one contender match pelo cruiserweight title no RAW seguinte.

Resultado: Rich Swann, T.J. Perkins e Noam Dar venceram por pinfall

Nota: 2,5/5

Singles Match: Kane vs. Luke Harper

Estou gostando da feud entre a Wyatt Family e Kane, apesar de não achar ela muito promissora. Acredito que o Kane está li apenas para segurar push da Wyatt Family, enquanto tentam, de alguma forma, achar algum momentum para colocar Bray Wyatt na disputa pelo WWE championship. Compreendo o que os bookers tentam fazer, mas poderiam facilmente fazerem isso sem colocar o Kane como mero coadjuvante da feud entre Randy Orton e Bray Wyatt

Quanto a match, ela não foi ruim, mas ela poderia muito bem ser bookada em um Smackdown. Não teve algo que a explicasse estar em um PPV, mesmo que no pré-show. Teve alguns bons spots, com Luke Harper mostrando (mais uma vez), que é muito hábil, comparado com o seu tamanho, mas nada demais.

Resultado: Kane venceu por Pinfall

Nota: 2/5

20161025_survivorseries_keyart-238dca53c9d23f175795748cd0ab727f

Show Principal:

Women’s Survivor Series Traditional Elimination Match: Team Raw (Charlotte Flair, Sasha Banks, Nia Jax, Bayley & Alicia Fox) vs. Team SmackDown (Nikki Bella, Natalya, Carmella, Becky Lynch & Alexa Bliss)

Gosto que a women’s division esteja cada vez mais conquistando seu espaço na WWE e, mesmo que ainda há um grande caminho a percorrer, ser main event de um PPV da WWE foi algo histórico. Porém esta match, mesmo sendo algo significativo na women’s division inteira, deixou a desejar. Não que as wrestlers tiveram performances ruins, mas que tiveram poucos spots para uma Survivor Series match (um ou dois não envolvendo Nia Jax), além das eliminações terem ocorrido muito rapidamente, uma após a outra; afinal, estas são as melhores womens wrestlers da WWE, e mereciam uma match mais sólida, com mais kick outs. A match foi boa, não mais que isso.

Veja também:  Roman Reigns fará parte de "Hobbs & Shaw"

Alguns comentários: Charlotte atacou Bayley ao final da match, o que deixa subentendido que muito em breve Bayley terá uma chance pelo Raw women’s championship. Espero que aconteça o mais breve, ou até no Wrestlemania. Além disso, adorei a substituição da Nikki Bella pela Natalya. Ela merece, devido ao PPV ter sido sediado no Canadá, seu país natal.

Resultado: Team Raw venceu, com Charlotte e Bayley como as Sobreviventes

Nota: 3/5

Singles Match pelo WWE Intercontinental Championship: The Miz vs. Sami Zayn

Minha opinião sobre Miz ter pego o lugar de Dolph Ziggler é uma só: Sami Zayn fazer o papel de face contra um heel em seu país natal. Dolph Ziggler contra Sami Zayn em um PPV seria épico, espero que aconteça em um futuro próximo. As ovações a favor de Sami foram sensacionais, o que já era de se esperar.

O que eu mais gostei na match foi algo que falta nas matches do roster principal atual da WWE: o storytelling. Apesar de não ter tido uma feud entre os dois, o papel de face e heel na match ficaram bem definidos, inclusive a ovação da crowd.

A match foi boa, mas longe de ser a melhor performance dos dois. Sami Zayn é um dos melhores in-ring performances do mundo, e o melhor do RAW (na minha opinião), enquanto the Miz se desenvolveu bastante, de um ou dois anos pra cá. O final foi previsível, uma vez que seria ridículo o Intercontinental e o United States Championship em uma mesma brand após o brand division.

Por último, o Sami Zayn aplicando o figure-four foi sensacional.

Resultado: The Miz venceu por pinfall

Nota: 3,5/5

Tag Team Survivor Series Traditional Elimination Match: Team RAW (The New Day, Cesaro e Sheamus, The Shining Stars, Luke Gallows e Karl Anderson & Enzo Amore e Big Cass) vs. Team Smackdown (Heath Slater e Rhyno, American Alpha, The Hype Bros, Breezango & The Usos)

Match interessante, com alguns spots e muita movimentação. O problema foi que eram dez membros para cada lado, o que atrapalhou na participação de alguns wrestlers na match. Pareceu que algumas tags, como os Shining Stars e o Breezango, estavam lá apenas para preencher as cinco tags, enquanto o New Day e os Hype Bros tiveram apenas um pequeno hype antes de serem eliminados. Podemos dizer que a match apenas começou após a eliminação destas tags.

Veja também:  Roman Reigns fará parte de "Hobbs & Shaw"

Foi uma match consistente, com direito a um 619 de Cesaro e tudo (se não me engano, é a segunda ou terceira vez que ele usa esse move, e todas, acredito pelo seu tamanho, de maneira “desengonçada”). A ovação da crowd nessa match foi espetacular, e o fato de os únicos sobreviventes serem Cesaro e Sheamus surpreenderam, em relação as expectativas em relação a esta match.

Resultado: Team Raw venceu, com Cesaro e Sheamus foram os sobreviventes.

Nota: 3,5/5

Singles Match pelo WWE Cruiserweight Championship: Brian Kendrick vs. Kalisto

Match muito boa, mostrando a qualidade de ambos os wrestlers quanto suas in-ring skills. Brian Kendrick fez uma belíssima promo para a match, e vem desempenhando um papel incrível de heel, que faz jus ao seu reinado como Cruiserweight Champion. Enfim, torço muito por ambos.

Acredito que a match poderia ser mais longa. Minha percepção é que quando a match ia chegando no seu clímax, Baron Corbin interviu e atacou os dois. Um final de match não tão bom para uma match com potencial.

Obs: Não entendi o Baron Corbin. Não era para ele estar lesionado? Ele foi escalado para a survivor series match, mas não pode por causa da lesão. Mas consegue atacar o Kalisto e o Brian Kendrick na noite que ele deveria estar de repouso, pois não teria condições de lutar? Booking mal feito esse…

Resultado: The Brian Kendrick venceu por desqualificação.

Nota: 3,5/5

Survivor Series Traditional Elimination Match: Team RAW (Kevin Owens, Chris Jericho, Seth Rollins, Roman Reigns & Braun Strowman) vs. Team Smackdown (AJ Styles, Dean Ambrose, Shane McMahon, Bray Wyatt & Randy Orton) (com James Ellsworth)

Essa match foi um exemplo de como uma Tradicional Survivor Series deveria ser; cheio de spots e de surpresas: Shane McMahon, no auge de seus 46 anos, voando sobre Braun Strowman, enquanto este estava em uma mesa de comentários; Os membros da The Shield realizando mais uma vez a Triple Powerbomb; Braun Strowman jogando James Ellsworth em uma mesa, RKO “Outta Nowhere”, Kevin Owens atingindo AJ Styles com a lista de Jericho, Roman Reigns revertendo o Coast-to-Coast de Shane com um Spear… Tanta coisa aconteceu nesta match, que é difícil parar para respirar.

Veja também:  Roman Reigns fará parte de "Hobbs & Shaw"

Com certeza a melhor match da noite. Além disso, estou adorando o Randy Orton na Wyatt Family; um tipo de aliança que você menos espera que saia algo dali, e acaba dando certo. Enfim, Bray e Orton acabaram sendo os únicos sobreviventes dessa match, que elevou ainda mais o sucesso que foi.

Resultado: Team SmackDown venceu, com Orton e Bray Wyatt como sobreviventes.

Nota: 4/5

wwe-survivor-series-759

Singles match: Goldberg vs. Brock Lesnar

Tá. Uhum… Respeito aqueles que gostaram do resultado, inclusive algumas análises que observei, dizendo que talvez seja a melhor coisa que aconteceu na WWE nos últimos anos. Respeito, mas não concordo. Primeiro porque não sou fã do Goldberg. Aliás, ele entra na minha lista de piores wrestlers da história. Mas isso é pessoal. Enfim, o Build-up dessa match foi fenomenal, com as promos, e toda aquela história de Fantasy Warfare (que já aconteceu em 2004, mas na outra vez os dois wrestlers foram vaiados, onde o ponto alto da match foi quando acabou, e Austin atingiu os dois com Stunners) fizeram com que a match fosse a mais aguardada do card.

Apesar disso, fui assistir a match sem preconceitos. Talvez fosse uma match que me agradaria no final das contas. Porém, o logo do WWE 2k17 ao lado do nome do Goldberg já mostrava o porquê de estar ali: para promover o jogo, nada mais. Afinal, qual a garantia de que um wrestler, que no seu auge, não conseguia fazer nada mais que squash matches, pudesse fazer uma boa match após 12 anos sem lutar?

Infelizmente, minhas expectativas se cumpriram, e Goldberg venceu Lesnar em menos de um minuto. Brock Lesnar, o cara que tirou a streak de Undertaker e venceu John Cena como se ele fosse um jobber qualquer. Ou seja, Goldberg está se mostrando que nunca é tarde para fincar seus pés definitivamente na posição de “maior overrated da história”.

Enfim, Goldberg volta no Royal Rumble, e como fã de wrestling, tenho medo de que ele ainda ganhe, pois apesar de tudo, uma dose de nostalgia dos fãs fazem com que Goldberg seja ovacionado, coisa que a WWE adora fazer.

Resultado: Goldberg venceu, por pinfall

Nota: 1/5 (Ponto ganho através das reações e chants da crowd)

No total, foram boas matchs, com exceção da última, fizeram com que o Survivor Series 2016 se tornasse um bom PPV, e cumprindo seu papel ao dar continuidade nas feuds que já estavam em desenvolvimento. E sem mais, tchau pessoal, até semana que vem.

Um comentário

Deixar uma resposta
  1. Concordo que o Goldberg não podia vencer Brock Lesnar em 2 minutos, tratando ele como um jobber, mas acredito que outra revanche entre Lesnar e Goldberg acontecerá na WM, com Lesnar vencendo de forma avassaladora, afinal, pra não reduzir vários grandes wrestlers que já perderam de Lesnar.

    OBS: Ainda mais com o push infinito do Lesnar, isso não vai ficar assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Parceira de Billie Kay e Peyton Royce para luta no WWE NXT

Rádio de Pilhadriver – A Squash Match entre Goldberg e Brock Lesnar