World Wide Wrestling #1 – NJPW Destruction in Hiroshima 22/09/2016

world-wide-banner

Olá a todos! Meu nome é Mateus, tenho 24 anos de idade e sou fã dessa maluquice chamada wrestling desde 2005, nos tempos áureos de WWE Velocity e Experience no canal FX – que eu acho que quase ninguém aqui deve lembrar rs. Enfim, nesses vários anos, tive a oportunidade de explorar e me aventurar nos diversos estilos de wrestling do mundo todo, e, recentemente, tenho acompanhado mais de perto a Lucha Libre do México e o Puroresu do Japão.

Nesta coluna, vou tentar trazer aos espectadores do Wrestlemaníacos, por meio de reviews de alguns dos maiores shows de wrestling desses países, um panorama geral do que acontece neles, ainda mais considerando que muitos talentos desses locais têm se sobressaído cada vez mais no grande palco da WWE.

poster_600x280

NJPW Destruction in Hiroshima
22/09/2016 – Hiroshima Sun Plaza – Hiroshima, Japão

Este é o segundo dos três eventos da série Destruction, após o que ocorreu em Tokyo, no dia 17/09, e antecedendo o do dia 25/09, em Kobe.

Six-man Tag Team Match
Hiroyoshi Tenzan, Satoshi Kojima e Ricochet vs. Togi Makabe, Yoshi-Tatsu e Captain New Japan

Matt Sydal deveria estar neste combate, mas por problemas com seu vôo, não conseguiu chegar a tempo do show. Yoshi-Tatsu e Ricochet iniciam o combate e Ricochet, sem perder tempo, já acerta um standing moonsault que consegue o primeiro 2-count. Ele faz o tag em Kojima, que rapidamente já faz o tag em Tenzan. Ele ataca Yoshi-Tatsu com vários Mongolian Chops. Yoshi-Tatsu revida com um enziguri e faz o tag em Makabe, que já entra acertando um Lariat furioso em Kojima, que rende outro 2-count. Tenzan revida com um suplex para outro 2-count. Kojima e Captain New Japan entram para lutar, e Kojima desembesta a soltar chops em Yoshi-Tatsu e Captain New Japan. Kojima vai pra top rope e Yoshi-Tatsu consegue derrubá-lo de lá, mas Captain New Japan erra o Splash. Makabe então entra no ringue e faz uma limpeza geral, devolve a luta para o Captain New Japan, que rapidamente leva um Koji Cutter de Kojima, mas revida com um roll-up que consegue uma 2-count. Kojima se recupera, manda um Lariat e ponto final.

Vencedores: Hiroyoshi Tenzan, Satoshi Kojima e Ricochet
Avaliação: ** (Six-man tag padrão pra abrir o show. Infelizmente não teve Ricochet o suficiente pro meu gosto hehe)

Eight-Man Tag Match
ROH Television Champion Bobby Fish, Kyle O’Reilly, Ryusuke Taguchi e David Finlay III vs. Yuji Nagata, Tiger Mask, Manabu Nakanishi e Tomoaki Honma

Taguchi começa o combate atacando Tiger Mask com hip attacks. Tiger Mask se recupera com um chute um suicide dive. Finlay segura Tiger Mask fora do ringue para que O’Reilly tente um suicide dive, mas Nakanishi interrompe a tentativa e quase se mata, caindo de cabeça em um dive que mal acerta O’Reilly. Honma entra no lugar de Tiger Mask e Finlay entra no lugar de O’Reilly. Honma acerta vários chops e Finlay revida com European Uppercuts. Honma tenta o primeiro Kokeshi (falling headbutt) e, para a surpresa de absolutamente ninguém, erra. Finlay consegue um 2-count com um diving European Uppercut do corner. O’Reilly entra e acerta vários golpes em Honma, mas logo dá lugar a Taguchi que, só de zuera, acerta sua versão do Kokeshi em Honma para um 2-count. Fish entra e leva um Flying Kokeshi de Honma, que dá lugar a Nagata. Nagata acerta alguns chutes e tenta um Exploder, que é interrompido por Finlay, que leva um Belly-to-Belly Suplex pra deixar de ser besta. Taguchi entra no lugar de Fish e acerta um hip attack em Nagata. A luta sai de controle e Nakanishi entra com um double suplex em Fish e Taguchi. Fish faz o tag e Nagata acerta um big boot nele, que consegue um 2-count. Nagata e Nakanishi encaixam submissions em Fish e Taguchi, mas O’Reilly e Finlay entram pra interrompê-las. Fish acerta um exploder em Nagata e faz a tag em O’Reilly. Tiger Mask acerta um Tombstone Piledriver em O’Reilly e tenta um Tiger Suplex, mas Finlay interrompe. Taguchi vai para um hip attack e acerta Finlay por engano. Tiger Mask acerta o Tiger Driver em O’Reilly, mas a tentativa de pin é interrompida por Fish. Fish e O’Reilly acertam uma combinação, que consegue 2-count quando Honma quebra o pin. Fish e O’Reilly acertam o finisher deles, Chasing the Dragon em Honma. Depois acertam outro em Tiger Mask e ponto final.

Vencedores: Bobby Fish, Kyle O’Reilly, David Finlay e Ryusuke Taguchi
Avaliação: **½ (Bom combate, muito rápido e bem conduzido.)

Após o combate, O’Reilly sinaliza a intenção de desafiar Katsuyori Shibata pelo NEVER Openweight Championship e vingar seu parceiro que perdeu no primeiro evento Destruction, em Tokyo.

rpg_god_600x280

Tag Team Match
Guerrillas of Destiny (Tama Tonga e Tanga Roa) vs. Roppongi Vice (Rocky Romero e Barreta)

GOD começa atacando RPG sem que eles sequer tenham terminado a entrada, levando a luta pra fora do ringue. Barreta consegue se livrar do ataque e revida com um tope com hilo. Roa leva o combate de volta pro ringue e Tonga acerta um Cutter em Barreta, que consegue um 2-count. Tags constantes de GOD. Roa consegue um 2-count depois de um Lariat. Tonga acerta um corner splash, mas erra a segunda tentativa. Barreta acerta um swinging DDT e consegue o tag em Rocky, que já entra atacando Tonga com um springboard crossbody e hurrancanrana. Rocky acerta mais alguns lariats e tenta o Sliced Bread #2 mas Tonga bloqueia. RPG acerta double knees em Tonga e uma combinação que consegue um 2-count. Roa acerta um Gorilla Press Slam em Barreta, mas Rocky consegue escapar e manda Roa pra fora do ringue com um chute. Rocky escapa do Gun Stun de Tonga e consegue um roll-up para um 2-count muuuito perto. Rocky tenta um springboard mas é pego por Tonga com um Gun Stun. GOD então acerta o finisher, Guerrilla Warfare e ponto final.

Vencedores: Guerrillas of Destiny
Avaliação: **¾ (Boa tag match. A união das duas divisões de tag teams permite umas lutas diferentes e novas. De qualquer forma, não sou muito fã de GOD (não sou ateu rs) e acho que RPG merecia mais destaque, por ser um excelente tag team.)

Veja também:  Mais times revelados para o WWE Mixed Match Challenge *ATUALIZAÇÃO*

Tag Team Match
Bullet Club (Chase Owens e Yujiro Takahashi) vs. Hirooki Goto e Tomohiro Ishii

O Bullet Club vem acompanhado de um par de moças fantasiadas de coelhinhas. Fantasiadas é só um modo de dizer, pois as ‘roupas’ deixam pouco pra imaginação. O mais engraçado são os câmeras, que sem cerimônia nenhuma focam nos traseiros das moças. Pra quem não está acostumado, é o normal da NJPW mesmo.

Godfather Japan
Godfather Japan

BC começa atacando, mas Goto e Ishii acertam um double back suplex. Goto acerta um bulldog que consegue um 2-count em Owens. A luta sai do ringue e Goto e Ishii comem um pouco de metal da grade. Owens consegue um 2-count depois de um Codebreaker em Goto. Takahashi faz o tag e BC consegue um 2-count com um back suplex/cutter combo.Takahashi consegue outro 2-count com um neckbreaker em Goto. Goto revida com um Lariat e faz o tag em Ishii que ataca Owens e Takahashi, mas acaba sendo vítima de um side russian legsweep de Takahashi que consegue um 2-count. Owens faz o tag, acerta cotoveladas, dedo nos olhos e chama o Brainbuster, mas Ishii escapa e faz o tag em Goto. Goto acerta um backdrop suplex para um 2-count. Owens se recupera e acerta um chute para outro 2-count. Owens tenta então, por várias vezes, encaixar o Package Piledriver em Goto, sem sucesso. Ishii livra ele, mas Owens acaba acertando para um 2-count muito perto, interrompido por Ishii. Goto então acerta o Ushigoroshi, Ishii imediatamente manda um sliding lariat, Goto finaliza com o YTR e ponto final.

Vencedores: Hirooki Goto e Tomohiro Ishii
Avaliação: **¾ (Boa tag match. O time secundário do Bullet Club foi posto em seu devido lugar.)

Eight-man Tag Team Match
Los Ingobernables de Japón (Tetsuya Naito, IWGP Jr. Heavyweight Champion BUSHI, Evil e Sanada) vs. IWGP Intercontinental Champion Michael Elgin, KUSHIDA, Hiroshi Tanahashi e Juice Robinson

As duas histórias mais importantes dessa luta envolvem os dois títulos presentes nela. No Destruction in Tokyo, BUSHI, com a ajuda dos companheiros, ganhou pela primeira vez o IWGP Jr. Heavyweight Championship de KUSHIDA, que era campeão desde janeiro. Já Naito tem a oportunidade de desafiar Elgin pelo Intercontinental Championship em alguns dias, no Destruction in Kobe.
LIJ começa atacando sem cerimônias e leva o time adversário pra fora do ringue. Naito carrega Elgin pra rampa de entrada e Evil acerta uma cadeirada no joelho esquerdo de Elgin. E depois no direito. Com isso, Elgin permanece caído na rampa enquanto Sanada ataca o braço esquerdo de KUSHIDA dentro do ringue. Naito e BUSHI também aproveitam pra tirar uma casquinha. BUSHI tenta usar a camiseta que estava usando para enforcar KUSHIDA, mas ele revida com um backdrop suplex. KUSHIDA se recupera e ataca Sanada e BUSHI, até conseguir o tag em Tanahashi, que limpa o ringue, até que Sanada interrompe seu ímpeto com um belo dropkick, seguido de um Dragon Sleeper, seu finisher. Tanahashi rapidamente contra-ataca e faz o tag em Juice, também conhecido como CJ Parker no NXT. Sanada faz o tag em Naito, mas Evil entra no ringue, apenas para levar um spinebuster de Juice, que também acerta um cannonball em Naito. Juice, on fire, acerta um crossbody em Naito que garante um 2-count. BUSHI entra e interrompe o ataque com um codebreaker. Naito acerta um reverse DDT que consegue um 2-count. Naito tenta acertar seu finisher, Destino, mas KUSHIDA consegue intervir com um flying dropkick. KUSHIDA acerta um handspring elbow em BUSHI. DO NADA, Elgin, que havia sido levado pro backstage pra ser examinado, volta mancando pro ringue, com o joelho esquerdo bastante enfaixado. Elgin acerta um big boot – com a perna boa – em Naito, que não hesita em atacar o joelho ruim. Elgin, mesmo assim, se levanta e acerta vários lariats. Naito tenta um springboard swinging DDT, mas Elgin consegue pará-lo no meio do movimento e acerta um belo falcon arrow pra um 2-count. Naito revida com um low dropkick no joelho machucado e faz o tag em Evil, que acerta um fisherman suplex em Elgin. Elgin tenta revidar o ataque, mas Naito volta a atacar o joelho, o que permite Evil acertar um Lariat para outro 2-count. Elgin se levanta e acerta uma cotovelada em Evil, seguido de um German Suplex em Naito. Elgin consegue acertar um Black Hole Slam em Evil, que quase consegue a contagem, interrompida por Sanada. Evil é atacado por todos os adversários e posto carinhosamente sobre o ombro de Elgin, que o aguarda sentado na top rope. Elgin então acerta Evil com um Top Rope Powerslam que consegue apenas dois! Elgin chama o Buckle Bomb, Evil até escapa, mas leva um Lariat que o faz girar 180 graus e cair em cima do pescoço. Isso permite que Elgin acerte o Buckle Bomb, seguido de um Elgin Bomb e ponto final.

Vencedores: Michael Elgin, KUSHIDA, Hiroshi Tanahashi e Juice Robinson
Avaliação: ***½ (Muito bom combate, mantendo o feud pelo Jr. Title muito quente e aumentando muito a expectativa pela luta valendo o IC Title.)

Mal terminou a luta e Naito já quer vingança, mas, pra surpresa dele, é pego num Elgin Bomb. Do lado de fora do ringue, BUSHI enforca KUSHIDA, e depois provoca ele, esfregando o cinturão na cara dele.

Promo: Time bomb will blow up soon… Pra quem não sabe, os rumores são de que Minoru Suzuki irá fazer seu retorno pra NJPW, depois de alguns anos na NOAH.

briscoes_bucks_600x280

IWGP Heavyweight Tag Team Championship
Jay Briscoe e Mark Briscoe (campeões) vs. IWGP Jr. Heavyweight Tag Team Champions Nick Jackson e Matt Jackson (The Young Bucks)

Os Briscoes mereciam entregar o título antes mesmo da luta, por causa dessas calças rrrridículas rs. Nick e Mark são os primeiros no ringue, mas não demora muito pra luta entrar num ritmo acelerado e os Bucks acertarem um double superkick seguido de um tope com hilo de Nick. De volta ao ringue, os Briscoes acertam um double dropkick nos Bucks. Mark acerta uma cabeçada que arranca a bandana da cabeça de Nick. Jay continua o domínio sobre Nick, Mark entra e engole um chute de Nick, que faz o tag em Matt. Mark faz o tag em Jay, que se lança sobre Matt. Os times voltam a brigar fora do ringue e, ao voltar, Jay acerta um dropkick para um 2-count em Matt. Mark faz o tag e acerta um foot stomp em Matt para um 2-count. Mark domina e faz novamente o tag em Jay que sai distribuindo big boots, inclusive em Nick, que cai pra fora do ringue. Mark volta e acerta um chute que rende outro 2-count. Um suplex de Mark em Matt rende outro 2-count. Matt é lançado no corner e Mark tenta um Stinger Splash, mas Matt joga ele na beirada do ringue, direto num superkick de Nick. Matt encaixa um belo jumping stunner e tenta o tag, mas Mark puxa Nick da beirada do ringue no último instante. Matt escapa de duas tentativas de back suplex e finalmente consegue o tag em Nick, que acerta um bulldog/clothesline combo nos Briscoes, seguido de um X-Factor/moonsault combo. No ringue, ele consegue um 2-count com um backslide em Jay tenta o seu finisher, o Jay Driller, um double underhook piledriver, mas Nick consegue virar num jackknife roll-up, para um 2-count. Nick acerta um superkick, mas Jay revida com um Attitude Adjustment. Do lado de fora do ringue, Mark acerta um diving dropkick em Matt, mas ao tentar acertar um Cactus Elbow, leva um superkick seguido de um powerbomb na beirada do ringue. Nick acerta uma joelhada em Mark para apenas 2. Matt entra na luta mas logo é surpreendido por um powerbomb/cutter combo dos Briscoes, que consegue um 2-count.

Veja também:  Podemos ter Undertaker vs. John Cena na Wrestlemania 34
Ninguém mandou usar essas calças
Ninguém mandou usar essas calças

Briscoes tentam finalizar com o Doomsday Device, mas Matt escapa com um backflip(!) e distribui superkicks. Um double superkick em Jay rende um 2-count para os Young Bucks. Nick manda um Swanton em Jay para outro 2-count. Os Bucks acertam o More Bang for Your Buck, mas rende apenas 2! Vão para o Meltzer Driver, mas não acertam! Matt consegue outro 2-count com um roll-up, que contra-ataca com um Lariat e encaixa o Jay Driller! Apenas 2! Fora do ringue, Mark acerta um brainbuster em Nick. Briscoes mandam um Splash Mountain/Cutter combo em Matt, para outro 2-count! Eles vão para o Doomsday Device e… UFA! Ponto final.

Vencedores e ainda IWGP Heavyweight Tag Team Champions: Briscoe Brothers
Avaliação: **** (Ótima luta, a melhor do show até então. Os americanos sempre mandam aquele esforcinho extra quando lutam no Japão, então a qualidade do combate nunca deixa a desejar. Mesmo assim, a torcida pareceu um pouquinho desinteressada, o que eu acho que tirou um pouco do brilho da luta.)

Eis que surgem Tama Tonga e Tanga Loa, exigindo a revanche pelos tag titles que eles nunca tiveram, desde que os perderam para os Briscoes. “These belts belong to GOD…” Meh.

cole_ospreay_600x280

ROH World Championship
Adam Cole (campeão) vs. Will Ospreay

Como era de se imaginar, a torcida toda está do lado do Ospreay, dado que ele é um cara que aparece com mais frequência na NJPW e é o protegido do IWGP Champion, Kazuchika Okada. Ospreay ganha o teste de força inicial e já ensaia um suicide dive, mas não conclui. Quando Cole volta ao ringue, Ospreay acerta um dropkick e domina o combate por alguns momentos, até ser lançado pra fora do ringue. Cole domina depois de uma cotovelada e faz Ospreay dar uma voltinha no ringue, de corner a corner. Ospreay reage com um Lariat e um handspring kick. No ímpeto, acerta um headscissors que joga Cole pra fora do ringue e, na bota, manda um belo Sasuke Special. De volta ao ringue, ele acerta um springboard forearm à la AJ Styles, que consegue um 2-count. Ospreay não perde tempo e acerta um German Suplex seguido de um corkscrew standing splash, para outro 2-count. Ospreay tenta mandar o seu finisher, o OsCutter, mas Cole contra-ataca com um backstabber e um fireman’s carry backbreaker para um 2-count.

Backstabber
Backstabber

Ospreay revida com um roll-up, para apenas 2. Ele acerta um backpack stunner e um Spanish Fly, que conseguem apenas 2 também. Ospreay encaixa o corkscrew kick e vai de novo para o OsCutter, que falha de novo. Cole revida com um superkick, 2-count, e um Shining Wizard, outro 2-count. Ospreay falha de novo ao tentar o OsCuter, mas dessa vez Cole não perdoa e acerta um Panama Sunrise, seguido de um Last Shot. Ponto final.

Vencedor e ainda ROH Champion: Adam Cole
Avaliação: ***¾ (Luta muito boa, porém a falta de reação da torcida machucou bastante a luta por tirar um pouco da emoção dela.)

okada_fale_600x280

Non-title Match
IWGP Heavyweight Champion Kazuchika Okada vs. Bad Luck Fale

A história deste combate é que Fale venceu Okada no torneio G1 Climax no mês passado, e ganhou o direito a desafiar o campeão novamente. Caso ele vença esta luta, terá a chance de desafiar pelo título no PPV do próximo mês, King of Pro-Wrestling. Fale domina no começo com a sua força superior. Okada consegue revidar com a sua velocidade superior, utilizando um low dropkick. Do lado de fora do ringue, ele tenta atacar Fale com um Tombstone Piledriver, mas não tem força pra levantar e Fale revida com um slam. Eles vão pro meio da torcida e Fale lança Okada nas cadeiras e enforca o campeão com uma camiseta. Fale se lança sobre o braço direito de Okada e começa a bater o braço na grade. Estratégia muito interessante, considerando que o braço direito é o braço que Okada usa no seu finisher, o Rainmaker, uma variação do Lariat. Yujiro Takahashi, que acompanha Fale, ataca Okada fora do ringue. Dentro do ringue, Fale aplica um back body drop para um 2-count. Ele continua atacando o braço e consegue um 2-count depois de um leg drop. Okada revida e Fale tenta o seu finisher, Bad Luck Fall, que garantiu a vitória no último combate entre eles. Okada escapa com um backbody drop. Okada continua atacando com um DDT e um bodyslam. Fale acerta um shoulder block e um splash para um 2-count. Okada lança Fale para fora do ringue e se lança nele com um tope con hilo.

Veja também:  Mais times revelados para o WWE Mixed Match Challenge *ATUALIZAÇÃO*
Tope con Hilo
Tope con Hilo

Dentro do ringue, Okada manda um diving elbow drop, mas Fale se recupera e aplica um Samoan Drop, seguido de um spear, para um 2-count. Okada consegue escapar de novo do Bad Luck Fall e acerta dois belos dropkicks. Fale, por sua vez, escapa do rainmaker e acerta um Grenade (finisher do Umaga) para um 2-count. Okada escapa DE NOVO do Bad Luck Fall e acerta um neckbreaker. Fale sobe na top rope, mas acaba levando um dropkick, seguido de um slam e um lariat! Mas Okada sente o braço direito, e tenta o Rainmaker com o braço esquerdo, que não surte o mesmo efeito. Pela quarta vez, Okada escapa do Bad Luck Fall e acerta um dropkick, seguido de um Tombstone Piledriver e Rainmaker, com o braço direito. Ponto final.

Vencedor: Kazuchika Okada
Avaliação: ***½ (Muito boa luta, e a história de Okada escapando a todo custo do Bad Luck Fall, assim como tendo que ajustar a estratégia por conta dos danos causados ao braço direito, foi muito interessante. Com esta vitória, possivelmente Okada irá enfrentar Marufuji – que também venceu ele no G1 – no PPV do próximo mês.)

É exibido um resumo do torneio G1 Climax, do qual o líder do Bullet Club, Kenny Omega foi vencedor e, consequentemente, ganhou um contrato que lhe dá a chance de lutar pelo IWGP Heavyweight Championship no maior evento da NJPW, o Wrestle Kingdom 11, que irá acontecer em 04 de janeiro de 2017. É basicamente o Money in the Bank do Japão…
Ao assinar o contrato, Kenny foi informado de que teria que defender o contrato até o Wrestle Kingdom, e selecionou como primeiro adversário, o seu primeiro – e mais surpreendente – algoz no G1 Climax, YOSHI-HASHI (sim, o nome dele é escrito desse jeito mesmo).

omega_hashi_card_600x280

Wrestle Kingdom 11 IWGP Heavyweight Championship Title Shot
Kenny Omega (dono da maleta) vs. YOSHI-HASHI

Em todas as promos antes da luta, Kenny disse que YOSHI-HASHI teve sorte, e que na revanche, seu desejo de vencer não conseguiria superar o talento de Omega. Isto se reflete no início da luta, em que Omega brinca com YOSHI-HASHI, que até tenta revidar, mas só apanha mais de Omega. YOSHI-HASHI consegue o domínio, até que Omega o lança na grade fora do ringue, arranca os tatames e ameaça aplicar um Powerbomb, mas YOSHI-HASHI consegue contra-atacar com um backbody drop. Os Young Bucks, que estão acompanhando o seu líder, já interferem na luta, e atacam YOSHI-HASHI com um spray de Gelol japonês e superkicks. Omega acerta um moonsault da grade em YOSHI-HASHI e volta para o ringue, tentando vencer por count-out. YOSHI-HASHI volta a tempo, mas recebe um backbreaker assim que entra no ringue, para um 2-count. Omega então encaixa um single boston crab, mas YOSHI-HASHI alcança as cordas. Depois de alguns minutos de domínio, YOSHI-HASHI consegue revidar com um brainbuster, um hurrancanrana, um chop no corner e um dropkick, que conseguem um 2-count. YOSHI-HASHI tenta levantar Omega, mas sente os minutos de punição nas costas e acaba levando um backbody drop. Omega acerta um neckbreaker no joelho e ameaça acertar YOSHI-HASHI com uma lata de lixo, trazida ao ringue pelos Young Bucks. O árbitro tenta impedir, mas Omega acerta mesmo assim. Pra piorar a situação de YOSHI-HASHI, ele leva um triple team piledriver na lata de lixo. De volta ao ringue, Omega consegue outro 2-count depois de um dropkick/dragon suplex combo. Omega tenta o seu finisher, o One Winged Angel, mas YOSHI-HASHI contra-ataca com um DDT. Eles brigam pelo domínio e YOSHI-HASHI acerta um neckbreaker. Omega acerta um combo de joelhadas e consegue um 2-count. YOSHI-HASHI revida com o Butterfly Lock mas Omega alcança as cordas. Omega tenta um moonsault da top rope mas YOSHI-HASHI escapa e acerta um shoulderbreaker seguido de uma joelhada que rendem 2. YOSHI-HASHI também tenta um movimento da top rope, um moonsault, mas cai direto nos joelhos de Omega, que acerta um powerbomb para um 2-count. Omega acerta dezenas de chutes em YOSHI-HASHI e os dois começam a distribuir chops a rodo. Omega acerta um German Suplex, mas YOSHI-HASHI se levanta, pelo poder do FIGHTING SPIRIT e os dois começam a se espancar como se não houvesse amanhã. YOSHI-HASHI acerta um Lariat e depois um powerbomb, que conseguem 2. YOSHI-HASHI então acerta um Swanton, que consegue um 2-count. YOSHI-HASHI tenta de novo encaixar o Butterfly Lock, mas Omega escapa. YOSHI-HASHI acerta um backstabber e tenta o seu finisher, Karma, que rendeu a vitória na luta anterior, mas Omega revida com um jumping knee. Spin kick de YOSHI-HASHI, imediatamente contra-atacado por um reverse hurrancanrana de Omega. Omega acerta uma joelhada, One Winged Angel e ponto final.

Vencedor: Kenny Omega
Avaliação: **** (Luta muito boa, mas senti que YOSHI-HASHI não aproveitou a chance. Ele não mostrou o mesmo desejo da luta anterior, e Omega definitivamente mereceu vencer.)

Depois da luta, Hirooki GOTO, que perdeu na final do G1 Climax pra Omega, entra no ringue e parece desafiá-lo pra uma revanche. O recado de Omega para os fãs é ~GOTO HELL~.

One Winged Angel e desafio de Goto
One Winged Angel e desafio de Goto

Avaliação final: Bom show da NJPW. Nem de longe teve a mesma qualidade de alguns dos shows do G1 Climax, mas um show legal mesmo assim. A indiferença da torcida na maioria das lutas acabou machucando o evento como um todo, que pareceu até um pouco desinteressante em alguns momentos, por mais que não tenha deixado a desejar em qualidade, principalmente nas lutas principais (Briscoes/Bucks, Cole/Ospreay, Omega/YOSHI-HASHI).

Recomendo o show, nota 7.5.

Deixe um Comentário

comentário(s)